PUBLICIDADE

"Padrinho Solidário" quer proporcionar qualidade de vida aos idosos do Asilo São José

Leonardo Cabral em 15 de Março de 2019

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Judithe vive há aproximadamente cinco anos no Asilo São José e nunca recebeu visita da família

“A solidão é complicada. Alguém para conversar seria muito bom”. Essas são as palavras da dona Judithe Dias de Rosa, de 76 anos, que vive há aproximadamente cinco anos no Asilo São José. Ela diz nunca ter recebido visita de seus familiares desde que resolveu viver no local. A idosa não teve filhos, mas ajudou na criação de cinco pessoas. Apesar de se queixar, ela simplesmente leva a vida com um sorriso estampado no rosto, procura sempre se distrair, mas a presença de amigos seria fundamental, garante ela.

Por isso, o setor de Assistência Social do asilo, coordenado por Vanessa Ferreira Araújo Franco, iniciou o projeto “Padrinho Amigo Solidário”, com o objetivo de socializar os 72 idosos residentes no São José.

Em entrevista ao Diário Corumbaense, a assistente social explicou que o apadrinhamento quer trazer até os idosos o sentimento de amor, acolhimento e acima de tudo o conforto de um ombro amigo. “O projeto tem a intenção de socializar os idosos, dando oportunidade para que eles saiam desse ambiente institucional para serem inseridos em ambiente familiar. Desta forma, a gente os ajuda a saírem desse sentimento de abandono e da solidão que se encontram”, falou Vanessa.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

O projeto é idealizado pelo setor de Assistência Social do Asilo

Ela ainda faz questão de frisar que o apadrinhamento não está relacionado ao financeiro, ou seja, a pessoa que desejar se tornar padrinho, não terá responsabilidade financeira com o afilhado.

“Não é esse o propósito do projeto, o que queremos de fato é que eles possam ter vínculos de amizades. Que a população possa conhecê-los para ajudá-los a saírem desse sentimento de abandono e tristeza às vezes, como levar os afilhados para passear, frequentar a casa no convívio familiar. Que de fato, eles possam se sentir inseridos novamente”, reforçou a assistente social.

Projeto proporciona bem-estar

Vanessa Franco revela que projeto de apadrinhamento teve início neste ano, porém no Asilo campanhas em datas comemorativas já eram feitas para arrecadar presentes para os idosos. Por conta disso, o projeto “Padrinho Amigo Solidário”, de forma afetiva, foi criado para possibilitar o bem-estar e principalmente uma qualidade de vida aos idosos.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Atualmente, 72 idosos são assistidos pelo Asilo São José

“Queremos a população mais presente. Eles precisam se sentir acolhidos e amigos são necessários. O que eles mais precisam não são os presentes, mas sim, do calor humano. De um ombro amigo”, frisou.

E com o sorriso estampado no rosto, dona Judithe revelou a este Diário que espera um padrinho animado igual ela. “Eu gosto mesmo é de dançar. Sinto a falta de alguém para conversar e assuntos não irão faltar. Como é bom poder prosear”, mencionou como se estivesse relembrando o passado.

Cadastro

Para se candidatar a padrinho no projeto, os interessados deverão procurar a assistência social do Asilo São José e fazer o cadastro. É necessário que se tenha em mãos documentos pessoais e comprovante de residência e responder algumas perguntas. A frequência de visita fica a critério do padrinho. O Asilo São José está localizado na rua Colombo, entre a Frei Mariano e a Antônio Maria, área central da cidade. 

Comentários:

Glauce Cunha de Oliveira: Que máximo! Que ideia maravilhosa! Sem dúvida, se eu morasse em Corumbá, iria adotar um deles, nesse projeto. Tomara que todos eles recebam um padrinho parceiro.

PUBLICIDADE