PUBLICIDADE

Tragédia de Brumadinho: identificado corpo de engenheiro que trabalhou em Corumbá

Campo Grande News em 09 de Março de 2019

Reprodução/Facebook

Nas redes sociais, Vinícius tinha fotos da época em que morou em Corumbá

O corpo do engenheiro Vinícius Henrique Leite Ferreira foi identificado entre os mortos na tragédia do rompimento da barragem em Brumadinho (MG), ocorrida no dia 25 de janeiro. O nome dele consta entre os óbitos oficiais divulgados pela Vale, saindo da lista dos desaparecidos em que constava desde a tragédia.

Vinícius era mineiro e, em 2012, trabalhou em Corumbá (MS), transferido para o Porto Gregório Curvo, em Porto Esperança. Ele trabalhou na unidade por sete anos, até retornar para Minas Gerais, onde atendida unidades da Vale, entre elas, a de Brumadinho.

Segundo informações repassadas anteriormente pelo irmão, Bruno Leite Ferreira, 42 anos, Vinícius estava muito próximo da barragem do Córrego do Feijão quando aconteceu o rompimento. A agonia da família era a demora por qualquer informação do corpo, que somente saiu oficialmente esta semana, pouco mais de trinta dias depois da tragédia.

Do tempo que morou em Mato Grosso do Sul, Vinícius cultivou o hábito de tomar tereré e guardava lembranças da cidade que gostava, apesar de achar muito quente. Ele trabalhou na empresa por 21 anos e até a tragédia morava em Ouro Branco. Ele deixou três filhos.

No dia 25 de janeiro, a barragem de Córrego do Feijão, da Vale, rompeu-se e levou um mar de lama à cidade de Brumadinho. A Defesa Civil em Minas Gerais atualizou os números da tragédia: 193 mortos e 115 pessoas desaparecidas.

PUBLICIDADE