PUBLICIDADE

Segurança do Carnaval terá atenção especial com menores de idade

Fonte: Assessoria de Comunicação da PMC em 02 de Março de 2019

Renê Marcio Carneiro/PMC

Esquema de segurança contará com quase 400 agentes do Município; Estado e serviço privado

Com o objetivo de proporcionar tranquilidade ao folião, a Prefeitura de Corumbá organizou um esquema de segurança que vai contar com cerca de 370 agentes, entre policiais militares, seguranças particulares e a Guarda Municipal. As estratégias de trabalho e a quantidade necessária de agentes foram definidas em reuniões entre os organizadores do evento e especialistas em Segurança Pública. 

A Polícia Militar conta com reforço de 120 militares, e o Batalhão de Corumbá empregará mais 30, totalizando 150 policiais. “Estaremos enviando reforço do Batalhão de Cavalaria de Campo Grande, do Batalhão de Choque de Aquidauana e do Departamento de Operações De Fronteira”, garantiu o comandante da PM de Mato Grosso do Sul, coronel Waldir Ribeiro Acosta.

 

A intenção é manter a estratégia de evitar que as ocorrências aconteçam, contendo ações individuais ou em grupo que possam originar violência e pânico. A PM também vai disponibilizar drones que irão fazer o patrulhamento através de imagens panorâmicas. A Guarda Municipal vai manter o sistema de monitoramento por câmeras o que vem ajudando a identificar possíveis eventos de criminosos e a prender delinquentes.

 

O acesso à passarela do samba será pela Rua Major Gama e pela Rua 15 de Novembro. As demais ruas que levam à Avenida General Rondon estarão interditadas. Serão utilizados detectores de metais nas revistas feitas na chegada do folião. Quem for pego pelos agentes será levado para a sede do Corumbaense onde vai funcionar o Centro de Triagem. De lá, os transgressores poderão ser encaminhados à Delegacia de Polícia Civil ou ao Conselho Tutelar, no caso dos menores.

 

“Menores de 8 anos estão proibidos de desfilar e de estar na Avenida após as nove horas da noite, mesmo acompanhados dos pais”, alerta a conselheira tutelar Patrícia dos Santos Ferri. “Menores que se perderem serão entregues ao Conselho que abrirá uma ocorrência e os pais podem ser responsabilizados”, segundo a promotora da Infância e da Juventude, Ludmila Castro e Silva.

 

Todas as medidas que vêm sendo tomadas visam salvaguardar a integridade dos foliões que brincarem o carnaval em Corumbá. "Talvez possa haver uma lentidão no acesso à avenida, então é importante as pessoas saiam mais cedo de suas casas e tenham paciência, porque estas  são medidas importantes de segurança", afirmou o comandante do 6º Batalhão da Polícia Militar de Corumbá, tenente-coronel Massilon de Oliveira Silva Neto.

 

Já o comandante da PM/MS afirmou que a corporação terá um cuidado especial com Corumbá onde é realizado o maior carnaval do Estado com a concentração de 30 mil a 40 mil pessoas por noite, no local do evento, durante as cinco noites de festa. Acosta deve estar em Corumbá para acompanhar pessoalmente o carnaval da cidade.

PUBLICIDADE