PUBLICIDADE

Dois são multados em R$ 10 mil por poluição sonora na General Rondon

Leonardo Cabral em 20 de Janeiro de 2019

Divulgação/PMA

Autuados foram multados em R$ 5 mil cada e aparelhagens de som foram apreendidas

Durante operação conjunta, realizada pela Polícia Militar Ambiental, Polícia Militar, Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agência Municipal de Trânsito de Corumbá, homem e mulher, ambos de 30 anos, foram autuados e multados em R$ 10 mil, por emissão de som acima dos limites permitidos por Lei. A ação aconteceu na madrugada de sábado (19) na Avenida General Rondon.

Em vistoria aos veículos dos autuados, os policiais utilizaram decibelímetro para medir os sons ligados em alta potência. No carro, VW Gol, pertencente ao homem, residente no bairro Santo Antônio, em Ladário, ficou constatada a emissão de som em 83 decibéis.

Já no automóvel, Fiat Palio, pertencente à mulher, que mora em Campo Grande, foi medida a pressão de som em 80 decibéis.

Os infratores foram multados pela PMA em R$ 5.000,00 cada e tiveram as aparelhagens de som apreendidas. Eles também responderão por crime ambiental de poluição sonora, com pena prevista de um a quatro anos de reclusão.

Comentários:

DÉBORA TAVARES: olá gostaria do telefone da pma logo q são eles q multa o pessoal de poluição sonora por favor

Redação Diário: 3231-5201.

Orlando Junior: Precisamos de um telefone para fazer denúncia pois ligamos para a PM e em muitos casos eles estão atendendo ocorrências mais graves e não conseguem chegar nas ocorrências desse teor... Cuiabá e Campo Grande tem um número de disk silêncio Corumbá precisa.

ANTONIO ALVES DOS SANTOS : Muito bom. Tem que acabar com esta falta de respeito. A polícia tinha apreender também esses carros e motos com descarga aberta também.

José Mendes: Tenho orgulho dos meus vizinhos. Maria leite é muito sossegado. Um ou outro que aparece as vezes... Mas o pior é uma moto que fica correndo pela Candelária, fazendo uma barulheira.

Fernanda da Silva: Começou na Avenida General Rondon, mas é preciso chegar até os bairros. As pessoas "acham" que o bairro é propriedade privada e não sabem viver em sociedade, respeitando o próximo e sabendo que temos direitos e deveres a serem cumpridos. Não citarei o nome do bairro onde moro, mas acredito que seja a realidade de muitos na cidade. Vizinhos colocam caixa de som, ou até abrem o porta malas do carro e a bagunça começa, sim, bagunça, pois a gente não consegue nem ao menos ouvir o que se fala na tv da sua casa. É tanto tun tun tun tun, que chega ao ponto extremo, não temos o direito de descansar, de distrair assistindo um programa na tv, nem do ouvir o telefone tocar. Fica aqui o meu relato e acredito que muitos se identificarão. Vamos cobrar das autoridades competentes.

PUBLICIDADE