PUBLICIDADE

Polícia investiga morte de cabo da Polícia Militar em Campo Grande

Campo Grande News em 19 de Outubro de 2018

Henrique Kawaminami/CG News

Equipes da PM, da perícia e da Polícia Civil no local onde o policial foi encontrado

O policial militar Gilberto Biano Mendes Valiente, encontrado morto no fim da manhã desta sexta-feira (19), em Campo Grande, pode ter sido assassinado. Foi o que afirmou o delegado Dimitri Palermo, titular da 7ª Delegacia de Polícia, que em conjunto com a DEH (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicídio), comanda a investigação. “A princípio tratamos como homicídio”, afirmou o delegado ao deixar o local onde o corpo foi achado. Chegou-se a suspeitar de suicídio ou disparo acidental, mas detalhes observados depois levaram a polícia a crer que o cabo da PM, de 35 anos, foi assassinado. 

O corpo da vítima estava caído de bruços e tinha apenas uma perfuração de tiro – marca da entrada da bala no peito, sem o orifício de saída –, contudo, no local, a perícia encontrou um projétil de calibre 38, embora o PM portasse um arma .40. Militares que acompanharam o trabalho na cena, disseram que a arma do cavo estava sem o carregador. A lanterna da vítima também estava caída não tão próxima ao corpo.

O delegado afirma que não há notícia de que o PM tivesse rixas. Exame residuográfico para tentar detectar marcas de pólvora na mão do policial e também identificar o calibre da bala que o matou serão determinantes para a linha de investigação.

Gilberto Biano era policial há 12 anos e integrava o 10º Batalhão da PM. O local onde ele foi encontrado é uma unidade desativada do frigorífico Frangovit. O cabo trabalhava como segurança no local, segundo a polícia.

PUBLICIDADE