PUBLICIDADE

Operação mira contrabando de cigarro e corrupção policial em MS

Da Redação em 22 de Setembro de 2018

Divulgação/PRF

Operação cumpre 40 mandados de prisão

A Polícia Federal, Ministério Público Federal e Polícia Rodoviária Federal desencadearam neste sábado (22) operação para cumprir 40 mandados de prisão contra suspeitos de facilitação de contrabando em Mato Grosso do Sul. É a "Operação Nepsis", que tem como objetivo prender suspeitos de envolvimento com uma quadrilha de contrabandistas de cigarro. A Corregedoria Regional da PRF no Estado, iniciou uma troca de informações com a Polícia Federal, onde havia um inquérito que investigava uma quadrilha de contrabandistas que atuava entre Ponta Porã e São Paulo, com ramificações em Minas Gerais e Goiás.

Após alguns meses de investigação, foi possível identificar o "modus operandi" dos envolvidos, o volume de mercadorias transportadas e apontar os principais integrantes que agiam na rota do contrabando. Foram expedidos 40 mandados de prisão contra sete policiais rodoviários federais, quatro policiais militares – dois deles já estão presos –, dois policiais civis e outros membros do grupo.

A Corregedoria Regional da PRF, com apoio da Corregedoria-Geral, em conjunto com o MPF e a Polícia Federal, cumpre os mandados em Dourados, Bataguassu, Mundo Novo, Eldorado, Iguatemi (cidades de MS), Maringá (PR), Presidente Prudente e Presidente Epitácio (SP).

Divulgação/PRF

Prisões e mandados de busca e apreensão ocorrem em Dourados e Bataguassu

Operação

Nepsis é um termo grego que significa vigilância interior, estado mental de atenção plena, sobriedade. É cuidar da inteligência, aprender a viver do estritamente necessário. A operação foi nomeada Nepsis em alusão à vigilância necessária para se combater a corrupção. Com informações da assessoria de comunicação da PRF. 

PUBLICIDADE