SIG apreende 45 quilos de cocaína e desarticula "consórcio de drogas" em Corumbá

Rosana Nunes em 18 de Setembro de 2018

Divulgação/Polícia Civil

Droga estava distribuída em pacotes e com os nomes de pelo menos cinco integrantes do "consórcio"

Equipe do SIG (Setor de Investigações Gerais) da Delegacia Regional de Polícia Civil de Corumbá, apreendeu nesta terça-feira (18) cerca de 45 quilos de cocaína pertencentes a um "consórcio de drogas" comandado, segundo a investigação, pelo empresário Albenez Evangelista, de 46 anos. Desde julho deste ano, os policiais vinham monitorando o grupo.

Dentro da operação "Bate Grade" deflagrada anteriormente pelo SIG, os policiais confirmaram que Albenez usava um VW/Amarok, cor cinza, placas de Campo Grande, para coletar a droga em diversos pontos de Corumbá e guardava o entorpecente na casa de Narly Evangelista Sorrilha, de 44 anos, no conjunto Corumbella, parte alta da cidade.

Na manhã desta terça, os policiais faziam o monitoramento quando perceberam certa movimentação nas proximidades da casa da mulher e confirmaram que o Amarok tinha saído novamente do local. Os policiais fizeram então a entrada tática no imóvel e encontraram embaixo da cama do quarto de Narly, uma bolsa cheia de cocaína. Em outro quarto, também embaixo das camas de Gabriel Evangelista Sorrilha, 22 anos, e Elielson da Silva de Oliveira, de 23, havia mais duas bolsas de droga.

Divulgação/Polícia Civil

Albenez (de camiseta rosa) é acusado de comandar "consórcio de drogas"

Nas três bolsas, foram contabilizados 44 pacotes de cocaína, com peso total de 45 quilos. Narly e Gabriel disseram aos policiais que apenas "guardavam" o entorpecente para Albenez, que é irmão e tio, respectivamente, dos detidos. Acusado de ser o dono do entorpecente, o homem foi preso na casa dele.

Todos os envolvidos foram levados para a Delegacia de Polícia Civil, onde foi constatado que os pacotes de cocaína estavam identificados com os nomes de pelo menos cinco membros do "consórcio" comandado por Albenez. O SIG prossegue com a investigação e o caso pode ter desdobramentos. (matéria editada para atualização do peso total da droga)

PUBLICIDADE