SIG cumpre mandados ao verificar denúncia de cárcere privado e faz ação contra o tráfico

Ricardo Albertoni em 17 de Julho de 2018

Divulgação/SIG

Irmãos foram presos durante ação

Em duas ações distintas, equipe do SIG – Setor de Investigações Gerais - cumpriu dois mandados de prisão e realizou ação de repressão ao tráfico de drogas em região alvo de diversas denúncias de ponto de tráfico e uso de entorpecentes.

A primeira ocorrência aconteceu após o setor receber denúncia na segunda-feira (16) que apontava indivíduo de 19 anos como autor de suposta prática de cárcere privado contra sua companheira, em uma residência localizada no bairro Guatós, parte alta de Corumbá. Os policiais do SIG cumpriram mandado de prisão contra o  denunciado e contra o irmão dele, de 22 anos, por tráfico de drogas.

A ação aconteceu na manhã desta terça-feira (17). Após o cerco à residência, a Polícia realizou a entrada tática e prendeu a dupla. O autor mais velho ainda tentou se esconder dentro de uma caixa de papelão que estava em um quarto escuro, mas foi encontrado.

O delegado Rodrigo Blonkowski, que acompanhou a diligência, constatou indícios da prática de cárcere privado como alegado em denúncia feita à Delegacia de Atendimento à Mulher, como a existência de grades em todas as janelas da casa e cadeado na porta do casal, além da fechadura. Os envolvidos foram encaminhados sem lesões para a sede da DRP – Delegacia Regional de Corumbá. Contra o indivíduo de 19 anos havia mandado de apreensão por furto expedido pela Vara da Infância e Juventude de Campo Grande, enquanto o mais velho era procurado por tráfico de drogas através de mandado expedido pela 2ª Vara, também da Capital com sentença definitiva.

Divulgação/SIG

Ação aconteceu no local onde existem inúmeras denúncias segundo a Polícia Civil alertando sobre a prática de tráfico e uso de entorpecentes

Ação na Treze de Junho

Após a ocorrência, a equipe do SIG passou a realizar diligências nas proximidades da rua Treze de Junho, área central de Corumbá. Também há inúmeras denúncias segundo a Polícia Civil, alertando sobre a prática de tráfico e uso de entorpecentes naquele local. Os policiais constataram a presença de cerca de nove pessoas com fortes indícios de que teriam usado entorpecentes há pouco tempo. Todos foram revistados e checados nos sistemas policiais, tendo sido orientados e liberados.

PUBLICIDADE