Maior apreensão de madeira em toras feita pela PMA, tinha árvores de centenas de anos

Da Redação em 14 de Julho de 2018

Divulgação/PMA

foram apreendidos durante a fiscalização 1511 toras de madeira

A Polícia Mlitar Ambiental (PMA) realizou no município de Anastácio, a maior apreensão de madeira em toras da sua história. Ao todo foram apreendidos 1.511 toras de madeira de várias espécies, entre elas, faveiro, angico, ipê, sucupira, jatobá, que estavam armazenadas em uma propriedade rural, sem o documento de origem expedido pelo órgão competente.

Após quatro dias de trabalho dos policiais devido a grande quantidade de madeira distribuída em vários montes, as toras foram medidas em  1.880,23 m³, o equivalente a 60 carretas carregadas. O que chamou a atenção da PMA foi a grande quantidade de madeira de grande porte, cujas árvores derrubadas levariam centenas de anos para atingir aquela estrutura. 

Divulgação/PMA

Chamou a atenção da PMA a grande quantidade de madeira de grande porte, cujas árvores derrubadas levariam centenas de anos para atingir aquela estrutura

A madeira não tinha autorização ambiental (DOF – Documento de Origem Florestal), que é o documento legal para se ter em depósito ou transportar qualquer produto florestal. O infrator, residente em Campo Grande, foi autuado administrativamente e multado em R$ 564.029,00. Ele também responderá por crime ambiental, com pena prevista de seis meses a um ano de detenção. Com informações da PMA. 

PUBLICIDADE