Trio armado faz "arrastão" em pizzaria, mas acaba preso em flagrante pela Polícia Militar

Ricardo Albertoni em 16 de Março de 2018

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Equipes da PM chegaram até a casa de Douglas Penha, na alameda José Maciel de Barros, no bairro Cristo Redentor, após rastrear um dos aparelhos de celular por GPS

Clientes e funcionários da Pizzaria Fiorella, localizada na esquina das ruas Antônio João e Delamare, no centro de Corumbá, passaram por momentos de tensão e medo na noite de quinta-feira, 15 de março. Por volta das 20h40, bandidos armados invadiram o estabelecimento, renderam clientes e o funcionário que estava no caixa e roubaram celulares, relógio e dinheiro. A ação foi rápida e na saída, um deles fez disparo para o alto.

Uma das vítimas contou ao Diário Corumbaense que os assaltantes entraram na pizzaria, sem se intimidar com a movimentação do local naquele horário. “Entraram no salão onde estavam alguns clientes e o caixa e os renderam, tomando dinheiro e pertences. Foram momentos de muito medo, mas graças a Deus ninguém se feriu", afirmou.

Reprodução

Reverson Machuga; Douglas Penha Costa e Douglas Taques da Silva

De acordo com informações apuradas por este Diário, os autores do assalto são Douglas Taques da Silva, de 22 anos; Reverson Kelvin Maria Machuga, conhecido como "Bobo", de 21, e Douglas Penha Costa, de 24 anos, filho de José Sebastião da Cruz Costa (Paizinho), assassinado em agosto de 2017. Um quarto envolvido estaria foragido.

Após o “arrastão”, um policial que estava de folga começou a rastrear por GPS um dos aparelhos roubados e ao mesmo tempo repassava a informação sobre a localização para as viaturas da Polícia Militar. Menos de meia hora depois do roubo, as equipes chegaram até a casa de Douglas Penha, na alameda José Maciel de Barros, no bairro Cristo Redentor. No momento em que houve a confirmação do local e a presença dos veículos usados no assalto - uma caminhonete S10 escura e uma moto XRE 300 vermelha - os policais reuniram o máximo do efetivo e diante do estado de flagrância entraram na residência e prenderam os três acusados.

Divulgação/Polícia Militar

Os três acusados juntamente com os pertences foram levados para a delegacia

Uma pistola Taurus 765 com 11 munições intactas e um revólver Taurus calibre 38 com quatro munições intactas e uma deflagrada, além de dinheiro (R$ 1.050,00) e objetos pertencentes às vítimas do assalto, foram encontrados. No terreno baldio, ao lado da casa, os policiais militares acharam cinco aparelhos celulares.

Os três foram presos e levados para a Delegacia de Polícia Civil de Corumbá. O delegado plantonista Sam Ricardo Suzumura já ouviu sete vítimas, incluindo a proprietária da pizzaria e informou à reportagem que o trio vai ser autuado por roubo majorado pelo concurso de pessoas e emprego de arma de fogo, cuja pena varia de 4 a 10 anos de prisão.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Caminhonete e motocicleta usadas no crime também foram apreendidas

PUBLICIDADE