Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
21 de Janeiro de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Preso em Chapadão, casal acusado de duplo homicídio é transferido para Corumbá

Ricardo Albertoni em 13 de Janeiro de 2018

Divulgação

Rita e Diego estavam em um hotel de Chapadão do Sul

Rita de Cássia Ledesma, de 23 anos, e Diego Antônio da Silva, o Diego Antonny, 25 anos, acusados dos assassinatos de Paulo Mariano Pinto, de 58 anos, e da mulher dele, Marilene Ledesma Ferreira, de 53 anos, mãe de Rita, foram transferidos para os presídios feminino e masculino de Corumbá esta semana.

Os dois tinham sido presos no dia 18 de dezembro pela Polícia Militar em um hotel no município sul-mato-grossense de Chapadão Sul, distante cerca de 761 quilômetros de Corumbá, onde permaneceram até a transferência. A filha de Rita, de três anos de idade, estava com eles e foi encaminhada ao Conselho Tutelar. 

Marilene e Paulo viviam juntos há cerca de 10 anos, segundo familiares

Com os acusados, também foram encontradas as carteiras de identidade das vítimas e houve a informação de que os celulares de Marilene e Paulo teriam servido de pagamento das diárias do hotel onde estavam hospedados. Rita e Diego  já são indiciados por homicídio qualificado por motivo fútil, ocultação de cadáver e furto qualificado.

O caso

Os dois estavam foragidos desde o dia 24 de novembro, após o duplo homicídio ser descoberto por familiares, que estavam sem notícia do casal Paulo e Marilene, mãe de Rita. Parentes foram até a residência, no Loteamento Pantanal, arrombaram a porta e encontraram os corpos enterrados e em avançado estado de decomposição, na varanda da casa. Marilene levou três facadas enquanto Paulo, padrasto de Rita,  foi morto com uma facada nas costas. 

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Corpos foram encontrados enterrados e em avançado estado de decomposição, na varanda da casa

Depois do crime, cuja motivação seria porque a mãe da acusada não aceitava o relacionamento com Diego, os dois venderam pertences do casal e fugiram, passando provavelmente por outras cidades. Após a prisão deles, ao Diário Corumbaense, o investigador Hélton Cavalheiro, da Delegacia de Polícia de Chapadão do Sul, disse que Rita e Diego foram reconhecidos em um mercado  e acabaram denunciados. 

Agora em Corumbá, o casal acusado do duplo homicídio, que chocou os moradores da região, deve prestar depoimento sobre o crime à Polícia Civil. 

 

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE