Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
18 de Janeiro de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Prefeitura inicia processo de entrega da administração do Arthur Marinho à LEC

Rosana Nunes e Ricardo Albertoni em 22 de Dezembro de 2017

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Prefeitura iniciou a retirada de bens públicos, como aparelhos de ar-condicionado, nesta sexta-feira

Conforme já havia adiantado o prefeito Marcelo Iunes ao Diário Corumbaense, a Prefeitura de Corumbá começou a retirar do estádio Arthur Marinho, nesta sexta-feira (22) , materiais e equipamentos que foram comprados com dinheiro público durante o período em que o Município administrou a praça esportiva por meio de convênio firmado em 2007 com a LEC (Liga de Esportes de Corumbá), dona do estádio.

A "novela" vem se arrastando há alguns meses e na próxima semana chega ao seu desfecho. O então prefeito Ruiter Cunha, falecido em 1º de novembro deste ano, encaminhou à LEC o pedido formal de doação do Arthur Marinho ao Município no dia 27 de setembro, durante reunião com a diretoria da Liga e representantes dos  clubes associados. Ele entregou ao presidente da entidade, Leôncio Ribeiro Raldes, ofício que esclarecia sobre o impedimento legal da prorrogação do convênio, de acordo com a lei federal n° 13.091/2014.

Além dos esclarecimentos acerca da inviabilidade da realização de intervenções no estádio sem que o local seja incorporado ao patrimônio municipal, o documento lembrou dos esforços realizados desde 2007 que tornaram o palco do bicampeonato do Corumbaense Futebol Clube, um dos estádios mais seguros e modernos de Mato Grosso do Sul.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Maca móvel também volta para o patrimônio público municipal

No entanto, em reunião do Conselho Deliberativo da LEC, no dia 03 de outubro, por 7 votos a 5, os dirigentes de clubes filiados à Liga e com direito a voto, não aprovaram a doação. Desde então, a Prefeitura anunciou que devolveria a administração da praça esportiva à LEC, que retoma a gestão a partir do dia 27 de dezembro.

Com prazo até o dia 26 para entregar o estádio e com a determinação legal do retorno do que foi adquirido pela Administração Municipal, o prefeito Marcelo Iunes adiantou que tudo que for permitido por lei que continue no estádio, desde que não cause prejuízo ao Município, será deixado. Entretanto, bens que podem ser utilizados em áreas administradas pela Prefeitura, deverão retornar ao patrimônio municipal. Aparelhos de ar-condicionado, maca móvel, cortador de grama, colchões, mesas, geladeira, extintores de incêndio, móveis e outros materiais já foram retirados.

“No convênio está especificado que tudo que fosse adquirido pelo Município para ser usado na praça de esportes retornaria porque foi gasto com dinheiro público, então, deve retornar, temos que prestar contas disso", explicou o prefeito ao lembrar que o Município ainda realizou alguns serviços no estádio, como manutenção do gramado, da parte de irrigação e drenagem e está deixando todos os laudos exigidos para que o estádio sedie jogos, em dia. "Agora cabe à LEC e ao Corumbaense realizarem acordo para que os jogos aconteçam”, frisou Iunes em entrevista.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Funcionário da Funec durante conferência de materiais com presidente da LEC, Leôncio Raldes (à direita)

O Corumbaense vai participar, em 2018, além do Estadual de Futebol, de três competições nacionais: a Copa do Brasil, a Copa Verde e o Brasileiro da Série D. Entretanto, o clube e a LEC ainda não fecharam acordo para que o time mande seus jogos no Arthur Marinho. Há a possibilidade de o Carijó da Avenida mandar suas partidas em outro estádio de Mato Grosso do Sul

Embora já estivesse ciente da retirada dos bens públicos do estádio pela Prefeitura, a este Diário, o presidente da LEC, Leôncio Raldes, se mostrou "surpreso" com a medida. "A questão é que o estádio estava em condições de jogo, mas agora está quase ficando impossibilitado. Estamos conversando com algumas pessoas para poder caminhar, só que  não podemos decidir nada agora, só a partir do dia 27", afirmou. 

 

Saiba mais

04/01/2018 Corumbaense e LEC assinam contrato e Arthur Marinho será a casa do Carijó em 2018

03/01/2018 Após idas e vindas, Corumbaense e Liga de Esportes fecham acordo sobre Arthur Marinho

03/01/2018 Dirigentes chegam a um consenso e Corumbaense vai jogar competições no Arthur Marinho

01/01/2018 LEC afirma que propostas do Corumbaense "não atendem" as necessidades da liga

31/12/2017 Ex-presidente da FFMS e do Corumbaense entra na "briga" para que time jogue no Arthur Marinho

31/12/2017 Sem acordo, Corumbaense vai pedir à Prefeitura ação judicial para retomar Arthur Marinho

27/12/2017 Prefeito entrega chaves de estádio e torce por entendimento entre LEC e Corumbaense

27/12/2017 LEC faz vistoria no Arthur Marinho e quer definir administração conjunta com o Corumbaense

26/12/2017 Convênio chega ao fim e presidente da LEC não aparece para receber chaves do Arthur Marinho

13/12/2017 Construção de estádio não vai tirar recursos de outras áreas, explica prefeito

13/12/2017 Arthur Marinho será entregue com laudos em dia e em condições de receber jogos, diz Marcelo Iunes

29/11/2017 Com devolução do Arthur Marinho, prefeito determina estudos para construção de estádio municipal

06/10/2017 Após decisão da LEC, Prefeitura confirma entrega da gestão do Arthur Marinho em dezembro

04/10/2017 Maioria dos clubes filiados à LEC decide não doar estádio Arthur Marinho à Prefeitura

28/09/2017 Prefeitura oficializa pedido de doação do Arthur Marinho e aguarda decisão da LEC

18/08/2017 Ainda sem acordo com a LEC, Prefeitura já estuda antecipação da entrega do Arthur Marinho

09/08/2017 LEC ainda não se posicionou sobre municipalização do estádio Arthur Marinho

07/07/2017 Prefeitura precisa de parceiros para garantir adequação do estádio Arthur Marinho

Ações e Compartilhamento
Entre em contato com o autor
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE