Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
25 de Junho de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Maioria dos deputados estaduais de MS deve tentar reeleição em 2018

Campo Grande News em 18 de Dezembro de 2017

A maioria dos deputados estaduais afirmou que vai buscar a reeleição em 2018, na Assembleia Legislativa. Faltando dez meses para o pleito, nenhum disse que pretende se aposentar e alguns têm planos de alçar voos maiores, tentando uma vaga em Brasília, na Câmara Federal.

A bancada do PSDB, que é a maior do legislativo, seis deputados pretendem buscar a reeleição: Mara Caseiro, Onevan de Matos, Maurício Picarelli, Felipe Orro, Rinaldo Modesto e Enelvo Feline. Já o líder do bloco tucano, Beto Pereira, já adiantou desde o começo do segundo semestre, que sua intenção é disputar uma vaga para deputado federal.

Assessoria/Assembleia Legislativa

Deputados estaduais durante sessão na Assembleia

Já no grupo do PMDB, Antonieta Amorim, Renato Câmara, Márcio Fernandes, Paulo Siufi e Junior Mochi, têm planos de continuar no legislativo estadual. Eduardo Rocha no entanto disse que vai avaliar o cenário político de 2018, mas seu objetivo de carreira é seguir para Brasília. "Temos que analisar a conjuntura, mas a intenção é tentar (deputado) federal".

Na bancada do PT os quatro deputados: João Grandão, Cabo Almi, Amarildo Cruz e Pedro Kemp disseram que o objetivo é a reeleição. Kemp chegou a ser cogitado como um dos nomes do partido para sucessão estadual, mas alega que não existe nada concreto. "Meu nome chegou a ser citado, mas a princípio vou buscar novamente a vaga na Assembleia".

Os deputados Paulo Corrêa (PR), Grazielle Machado (PR), Lídio Lopes (PEN) e Herculano Borges (SD) também afirmaram que irão concorrer a reeleição. Já Coronel David (PSC) disse que não definiu se concorre a deputado estadual ou federal. "Tem a eleição presidencial, que vou apoiar o Jair Bolsonaro, vamos decidir depois qual a melhor alternativa".

Espera

George Takimoto (PDT), que está passando por um processo de expulsão no PDT, disse que precisa esperar a definição do partido, para definir o seu futuro. "Não tenho como afirmar nada agora, posso sair tanto para deputado estadual, como federal, ou até em função do cenário, não ser candidato".

O 1° secretário da Assembleia, o deputado Zé Teixeira (DEM), disse que vai avaliar se pretende disputar a reeleição no ano que vem. O legislativo estadual tem 24 vagas disponíveis que serão disputadas na eleição de 2018.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE