Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
12 de Dezembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Corpos de casal assassinado no Loteamento Pantanal serão sepultados hoje

Ricardo Albertoni em 28 de Novembro de 2017

Reprodução

Corpos do casal foram encontrados na sexta-feira (24) enterrados na varanda da residência onde moravam

Serão sepultados na tarde desta terça-feira (28), os corpos de Paulo Mariano Pinto, de 58 anos, e da mulher dele, Marilene Ledesma Ferreira, de 53 anos. Os corpos do casal foram encontrados na sexta-feira (24) enterrados na varanda da residência de Paulo, localizada em uma alameda do Loteamento Pantanal.

De acordo com familiares, Paulo será enterrado por volta das 14h no cemitério Santa Cruz, enquanto Marilene, às 15h, no cemitério Nelson Chamma. Por causa das investigações, os corpos foram mantidos no IML (Instituto Médico Legal) e somente agora foram liberados para o sepultamento.

O caso

O duplo homicídio foi descoberto na sexta-feira depois que parentes, sem notícia do casal há aproximadamente quinze dias, foram até a casa, arrombaram a porta e encontraram  na varanda, uma parte de terra remexida e logo sentiram um forte mau cheiro.

Reprodução

Diego Antônio da Silva, o Diego Antonny, 25 anos e Rita de Cássia Ledesma, de 23 anos são procurados pela Polícia de Corumbá, acusados dos assassinatos

A Polícia Militar foi acionada e isolou a área e após a chegada da perícia, houve a confirmação de que os corpos estavam enterrados no local e já estavam em avançado estado de decomposição. No Instituto Médico Legal, os peritos confirmaram que Marilene levou três facadas enquanto Paulo foi morto com uma facada nas costas. A filha de Marilene, Rita de Cássia Ledesma, de 23 anos, e o namorado dela, Diego Antônio da Silva, o Diego Antonny, 25 anos, são procurados pela Polícia de Corumbá, acusados dos assassinatos, que teriam sido motivados porque a mãe era contra o relacionamento da filha.

Parentes contaram que os dois acusados venderam geladeira, fogão, freezer, conseguiram arrecadar R$ 1,2 mil e saíram da cidade. Rita tem uma filha de três anos, que provavelmente está com ela. O casal é acusado de homicídio qualificado por motivo fútil, ocultação de cadáver e furto qualificado. A prisão deles já foi decretada pela Justiça.

Qualquer informação do paradeiro dos suspeitos pode ser relatada aos policiais da 1ª Delegacia de Polícia Civil pelo telefone (67) 3234-7100.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE