Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
25 de Maio de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Transgredindo a lei sem pensar no futuro

Da Redação em 20 de Novembro de 2017

É assim que muita gente age, em especial, quando o assunto é o meio ambiente. As pessoas só pensam no imediatismo, em conseguir dinheiro naquele momento sem se importar se haverá recursos no futuro para exploração econômica. Sem ter a matéria-prima, não há como sobreviver. 

E pior

É que muitos desses agressores, transgressores da lei, são frutos do próprio meio, corumbaenses nascidos no Pantanal que vivem dos recursos dados pelo meio ambiente e do fluxo de pessoas atraídas para cá pelos recursos que o meio ambiente tem, ou seja, estão matando a galinha dos ovos de ouro.

Apreensões

A Polícia Militar Ambiental vem fazendo apreensões de pescado neste período de Piracema, quando os peixes estão se reproduzindo e recompondo os estoques. É esse repovoamento que vai garantir mais peixes para atrair os pescadores amadores, para os pescadores profissionais sobreviverem, para os donos dos restaurantes fazerem comidas deliciosas. Mas, se tem gente pescando e dono de restaurante comprando, o que vai sobrar para o futuro?

Ponto e contraponto

Todo mundo pedia a intervenção das Forças Armadas na luta contra o tráfico no Rio de Janeiro. Bastou o Exército entrar que agora todo mundo está dizendo que houve chacina, querendo culpar os soldados e detonando a ação militar, principalmente a chamada “grande imprensa”, que tanto cobrou essa ação. 

Sete mortos

Foram sete traficantes mortos em confronto, é a guerra do tráfico e, para a guerra, os soldados do Exército Brasileiro estão preparados. Da mesma forma que os traficantes matam policiais e pessoas inocentes, os soldados mataram os traficantes, um deles com tijolos de cocaína até com códigos de barras em seu carro. 

Querem a Polícia Civil

O povo quer que os soldados vão até a Policia Civil entreguem as armas e prestem depoimento ao delegado. Oras bolas, os caras são federais e são protegidos por leis específicas quando matam alguém em ação. Pode até ser que sejam julgados pela Justiça Militar, mas não é natural que isso aconteça.  

Estava feio

E essa ação aconteceu porque tinha ficado feio para as Forças Armadas ir até o Complexo do Alemão, fazer segurança para a polícia e sair de lá deixando os traficantes dominarem. Os homens de verde fingiram que estavam mortos e quando ressuscitaram, mandaram logo sete para prestar depoimento em outro plano.

Isso é para mostrar

Que essas ações policiais coordenadas por políticos são apenas para o povo ver e de nada valem, o que vale mesmo é mandar gente competente para o campo de ação e resolver a parada. Do contrário estão dando munição a bandidos.

(*) Detalhe é uma coluna de opinião do Diário Corumbaense que aborda os mais variados assuntos. 

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE