Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
13 de Dezembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Meteorologia alerta para possibilidade de tempestade em Corumbá

Da Redação em 18 de Novembro de 2017

A segunda quinzena de novembro começou com bastante chuva no Centro-Oeste. Neste sábado (18), uma frente fria que avança pelo Sul do país influencia o tempo na Região e as áreas de instabilidade se espalham. A situação será de alerta para tempestades por todo o estado de Mato Grosso do Sul. O dia será marcado por muita chuva, raios, possibilidade de queda de granizo e rajadas de vento de até 90km/h.

No centro-oeste e sul do estado, inclusive em Campo Grande e Corumbá grandes volumes de chuva serão acumulados. Para se ter uma ideia, durante um período de 1 hora a chuva de uma forte tempestade pode ultrapassar os 20 milímetros.

Nas demais áreas do Mato Grosso do Sul e nas cidades que fazem divisa com o sul de Mato Grosso e de Goiás o sábado será bastante instável com chuva de moderada a forte intensidade em vários momentos do dia. Em Cuiabá, Goiânia e Brasília, o dia será de sol e bastante calor, mas chove principalmente à tarde e à noite. Em alguns momentos a chuva pode vir acompanhada de ventania e descargas elétricas.

No domingo (19), o deslocamento da frente fria pela Região Sudeste aumenta as condições de chuva em Mato Grosso, Goiás e no Distrito Federal. Há risco de fortes pancadas de chuva acompanhadas de rajadas de vento de até 80km/h com raios. O calorão diminui em função do excesso de nebulosidade.

Em Mato Grosso do Sul, a chuva diminui. Por quase todo o estado, o domingo (19) terá períodos de sol e pancadas de chuva a qualquer hora do dia. Só não deve chover na fronteira e no extremo sul do estado.  

No último dia 16, o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) emitiu aviso clasificado como: perigo, que entre os riscos em potencial podem ocorrer tempestades com chuvas entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, ventos intensos de 60-100 Km/h, queda de granizo, risco de corte de energia elétrica, estragos em plantações, queda de árvores e de alagamentos. As informações são do Climatempo e do Inmet

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE