Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
23 de Novembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Falta a história recente no Brasil, seus Estados e seus Municípios

Da Redação em 07 de Novembro de 2017

Reportagem exibida hoje por este Diário levanta uma tese que precisa ser urgentemente levada em consideração: falta a história recente do Brasil, seus Estados e Municípios. Na escola, os estudantes aprendem as coisas que aconteceram há muitos anos e conhecem importantes figuras como Pedro Álvares Cabral e Dom Pedro, entre outros. Na geografia, sabem muito pouco da formação de suas próprias cidades e de seus Estados. 

Historiadores

Talvez os próprios historiadores estejam pecando em não explorar um pouco mais a territorialidade deste país e fazer como o professor Paulo Ferro, que levantou a formação dos bairros de Corumbá, o número de habitantes de cada um e a origem de seus nomes. É importante que já desde pequeno o cidadão conheça com riqueza de detalhes aquilo que é seu. 

Sem respostas

Quando tem um feriado e se pergunta por que é feriado? Boa parte das pessoas não tem resposta, são sabe dizer o motivo. Da mesma forma ninguém sabe quem foi o presidente que fez a transição do militarismo para o governo civil, ou mesmo o que levou à revolução de 64 que culminou com a subida do militar ao poder. 

Quem foram

Será que alguém se lembra quem foram os cinco últimos governadores de Mato Grosso do Sul, ou os cinco últimos prefeitos de Corumbá? Quem sabe quantos senadores são, ou quantos deputados federais? E na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, quantos são os deputados estaduais?

Antigamente

Havia matérias na escola que ajudavam o estudante a despertar a atenção para esses assuntos. Educação Moral e Cívica e Organização Social e Política Brasileira (OSPB) eram importantes para fomentar o civismo, mas saíram da grade curricular. 

E a falta disso

Ajuda a gerar problemas para a Nação. Ao passo que as crianças não criam interesse e amor por sua cidade e seu país, se apaixonam por outras coisas não tão sadias e nocivas ao convívio social. 

Ao passo que

O que se pede hoje para instituir nas escolas é um programa de prevenção às drogas, uma iniciativa louvável do vereador Evander Vendramini, presidente da Câmara que quer uma parceria da Saúde com a Educação nesse sentido. Talvez com esse projeto, diminua o número de jovens desviados para o mundo escuro e sem volta das drogas.

(*) Detalhe é uma coluna de opinião do Diário Corumbaense que aborda os mais variados assuntos. 

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE