Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
23 de Novembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Polícia Civil flagra “Chécho” vendendo drogas no bairro Cristo Redentor

Ricardo Albertoni em 31 de Outubro de 2017

Divulgação Polícia Civil

Havia nos morros diversas trilhas, além de buracos entre as pedras, possivelmente utilizados como esconderijo para entorpecentes

Após diversas informações que chegaram pelo canal de denúncias do SIG (Setor de Investigações Gerais) da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Corumbá, que apontavam para um ponto de venda de drogas existente na rua São Paulo, no bairro Cristo Redentor, equipe policial sob a coordenação do delegado Rodrigo Blonkowski, responsável pelo cartório de furtos, roubos e tráfico de drogas, prendeu em flagrante Celso Gomes da Silva, o “Chécho”, de 50 anos.  Com ele, foram apreendidos maconha, pasta base e cocaína que eram vendidas inclusive para adolescentes que frequentavam o local.

De acordo com a Polícia Civil, na região se concentra grande quantidade de “bocas de fumo”, muito por consequência de ser uma área de difícil acesso, localizado próximo a morros e vielas onde são escondidos os entorpecentes, dificultando ações policiais. Nesse sistema, os traficantes utilizam os chamados “ninjas ou frentistas” responsáveis pela venda da droga. Eles se posicionam em determinados lugares para ter ampla visão da movimentação no local.

Durante monitoramento, os policiais do SIG identificaram a comercialização dos entorpecentes durante o dia e a noite e ainda constataram que adolescentes frequentavam o lugar. Nestas "campanas", a equipe policial percebeu que os chamados frentistas desciam das elevações quando identificavam possíveis compradores para a negociação. O movimentos de usuários conhecidos e de motociclistas era intenso, característica de ponto de venda de drogas.

E foi em um desses momentos de negociação de entorpecente que “Chécho” foi flagrado. Quando observava os compradores se aproximando, ele descia e sentava em uma pedra para posteriormente retirar de um invólucro os entorpecentes para serem vendidos. A equipe conteve o autor e durante revista pessoal em seu bolso foi encontrado um invólucro contendo vinte e quatro trouxinhas de maconha pesando aproximadamente 43 gramas; quinze trouxinhas de pasta base pesando 7,2 gramas; trinta e duas trouxinhas de cocaína pesando 6,3 gramas; além da quantia de R$ 172,50.

No local foi constatado que diversos papelotes e plásticos já tinham sido utilizados por usuários e foram descartados. Havia também nos morros diversas trilhas, além de buracos entre as pedras, possivelmente utilizados como esconderijo para entorpecentes. "Chécho" foi levado juntamente com o entorpecente e o dinheiro apreendidos para a Delegacia de Polícia Civil.

Ações do SIG

Desde o início do ano, o SIG tem intensificado ações de combate ao tráfico de drogas em Corumbá. Nesse período, dezenas de pontos de venda de drogas foram fechados e diversas pessoas foram presas.

O SIG da Polícia Civil atua em parceria com a população através de denúncias anônimas. Qualquer informação pode ser repassada pelo telefone (67) 9 9272-6380 ou pelo e-mail sigcorumba@gmail.com.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE