Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
23 de Novembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

SIG prende "Miltinho", dono de "bocas de fumo" na parte alta e baixa de Corumbá

Ricardo Albertoni em 31 de Outubro de 2017

Durante a tarde de segunda-feira (30), a Polícia Civil de Corumbá fechou mais um ponto de venda de drogas e prendeu Milton Cesar Alípio Castedo, o “Miltinho” de 31 anos; a mulher dele Flávia Cecília Salles de 38 anos e Jorge Paulo Pereira Costa de 35 anos, o “Peixe” , flagrados vendendo entorpecentes. A ação faz parte das diversas operações de combate ao tráfico de drogas na região realizadas pelo SIG (Setor de Investigações Gerais) da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Corumbá coordenadas pelo delegado Rodrigo Blonkowski, responsável pelo cartório de furtos, roubos e tráfico de drogas.

Divulgação: Polícia Civil

Da esquerda para a direita: Jorge Paulo Pereira Costa “Peixe; Flávia, a mulher de "Miltinho" e Milton Cesar Alípio Castedo “Miltinho”

Desta vez, a operação aconteceu na parte alta (Loteamento Pantanal) e parte baixa, bairro Generoso, residências que seriam de propriedade de Miltinho. Uma das casas que funcionavam como “boca de fumo” no bairro Generoso,  já tinha sido alvo de ação do SIG em julho deste ano. Na época, o ponto de venda de drogas era comandado por um adolescente.

A investigação durou cerca de três meses e nesse período, os policiais realizaram diversas campanas de monitoramento próximo aos imóveis de “Miltinho”. Durante esse trabalho puderam observar o grande movimento, inclusive de indivíduos investigados por realizar o tráfico de drogas, caracterizando a casa como  ponto fornecedor de entorpecente. “Miltinho” e sua companheira “Flavia” recebiam os indivíduos e repassavam a droga.

Após saírem da residência de "Miltinho" dois indivíduos foram abordados e flagrados com aproximadamente 507 gramas de maconha

Por volta do meio-dia de segunda (30), dois indivíduos em uma motocicleta Suzuki prata foram flagrados negociando entorpecente e acondicionando uma embalagem de cor branca embaixo do banco da motocicleta. Abordados após saírem da residência, foi constatado que a embalagem continha aproximadamente 507 gramas  de maconha. Eles confirmaram que haviam adquirido a droga de “Miltinho” que tinha sido comprada antecipadamente no último sábado pelo valor de R$ 500 e ainda informaram que ele pratica o tráfico de entorpecentes há anos e frequentemente compram drogas deler.

Foi realizada a entrada tática na casa Miltinho e durante buscas no imóvel, os policiais encontraram uma balança de precisão; um rolo de papel filme; uma peneira; sacos plásticos pequenos; dois televisores sem origem lícita comprovada; dois aparelhos celulares e uma motocicleta NXR Falcon 400 cilindradas que era utilizada para realização de entrega de entorpecentes.

Outros dois imóveis de “Miltinho” que eram utilizados como “biqueiras” passaram por vistoria. Nestes imóveis existiam os chamados “ninjas ou frentistas” que são os indivíduos responsáveis pela comercialização dos entorpecentes. Em uma das casas, localizada no bairro Generoso que já foi alvo de ação do SIG, em julho deste ano, foi localizado Jorge Paulo Pereira Costa, conhecido como “Peixe”.

O autor confessou que a droga, dois invólucros contendo aproximadamente 399,5 gramas de maconha, que estava junto a uma árvore no quintal, pertencia a “Miltinho” que deixava o entorpecente para ser vendida por ele no local. Todos foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil, juntamente com os entorpecentes e objetos apreendidos.

 

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE