Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
19 de Novembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Prefeitura e parceiros lançam campanha e intensificam combate ao Aedes aegypti

Fonte: Assessoria de Comunicação da PMC em 19 de Outubro de 2017

Com uma palestra da médica infectologista, Márcia Dal Fabbro, Corumbá lançou oficialmente na noite de quarta-feira, 18 de outubro, a campanha “Combate ao Mosquito Aedes aegypti - Um desafio Para Nossa Gente”. A iniciativa articulada entre as Secretarias Municipais, Exército e Marinha é para realização conjunta de prevenção e combate ao transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya. 

“Mostramos os dados epidemiológicos do Brasil como um todo e apresentando situação da dengue, chikungunya e zika. Alertamos também sobre a febre amarela, que está ressurgindo no país e temos de estar em alerta porque é um diagnóstico diferenciado dessas outras doenças”, explicou a infectologista.

Clóvis Neto/PMC

Campanha vai até março de 2018 e busca sensibilizar e mobilizar a população contra o mosquito

Márcia Dal Fabbro afirmou que o combate ao Aedes aegypti ganha muito mais força se for feito conjuntamente pelo Poder Público e população. “É uma união de todos, cada um tem seu papel importante no combate ao mosquito”, disse. A médica destacou que as cidades fronteiriças devem, também, trabalhar unidas na prevenção e controle do mosquito transmissor. “As fronteiras têm que ser trabalhadas de forma conjunta. Não adianta fazer só trabalho de um lado se no outro não faz”, disse.

A campanha vai até março de 2018 e busca sensibilizar e mobilizar a população a respeito da necessidade de realizar ações que previnam o avanço do mosquito. Ao longo desse período, cada Secretaria Municipal, dentro de seu contexto, vai realizar algum tipo de atividade referente ao combate do Aedes aegypti.

Estão previstas ações com atuação de militares nas áreas críticas junto com agentes de endemias; promoção de oficina de produção de repelente natural de Citronella e agente mirim; oficina de Grafitagem; plantio de mudas de Citronella; ação conjunta agentes de endemias e comunitários nos imóveis críticos; ações na fronteira e área portuária; produção de produtos reciclados com o CRAS; ensino de técnicas de limpeza de caixa d'água; ação no comércio local; execução de projeto para redução dos depósitos A2 (caixas de água em nível do solo para armazenamento de água).

“Queremos chamar atenção de Corumbá, como um todo, para que não tenhamos mais um caso de dengue na nossa família. Temos que pensar assim. Dengue não escolhe sexo, raça; profissão. Depende exclusivamente de nós, cidadãos, o combate ao mosquito”, avaliou o secretário Municipal de Saúde, Rogério dos Santos Leite.

O secretário enfatizou que a união é a melhor forma combater o avanço do mosquito transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya. “Esse desafio é de todo mundo. É do Poder Público, através de servidores e secretarias, fazer esse combate. O combate também é feito em casa no dia a dia, na comunidade ajudando o serviço público com a limpeza de seu terreno, seu quintal da sua casa”, finalizou.

Semana 41

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, até a semana epidemiológica 41 (que compreende o período de 08 a 14 de outubro), Corumbá registrou 517 casos suspeitos de dengue. Desses, apenas 31 foram confirmados. O levantamento também indica que foram notificados 116 casos suspeitos de zika vírus, com 10 confirmações. De chikungunya são 80 notificações e 11 confirmações. As informações são da assessoria de comunicação da PMC.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE