Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
17 de Dezembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Selecionados para evento de Harvard, acadêmicos corumbaenses buscam apoio para viagem

Lívia Gaertner em 11 de Outubro de 2017

A Harvard University, referência educacional em todo o mundo, habilitou três acadêmicos do Campus do Pantanal, unidade da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul em Corumbá, para participar de um evento realizado há décadas pela instituição como forma de oportunizar o experimento de desafios de negociação internacional e diplomacia.

O “Harvard National Model United Nations (HNMUN) - Latin America” é uma versão de evento homônimo que foi criado em 1955, uma década após o surgimento da ONU (Organizações das Nações Unidas), na qual se inspirou.

Cerca de 3 mil estudantes de universidades ao redor do mundo participam da simulação da conferência que coloca em debate importantes temas globais. Durante as discussões em equipes, os universitários podem exercitar a diplomacia, compreender de forma prática as relações internacionais e organizações transnacionais.

Anderson Gallo/ Diário Corumbaense

Ilma, Eros e Laura estão cursando o 4ª semestre de Direito e buscam ajuda para viagem

O trio, Laura Elisa Botelho, Eros Frederico da Silva e Ilma Mendes de Oliveira, acadêmicos do 4º semestre do curso de Direito, submeteu-se a um árduo processo de inscrição no qual expuseram, entre outros itens, objetivos e conquistas que esperam adquirir com a experiência junto a estudantes de todo o continente. A equipe de Corumbá, intitulada “Law-UFMS/CPAN”, que traduzido ao Português, esclarece sobre o curso a qual pertencem, precisa agora obter recursos financeiros para custear a viagem à cidade de Lima, capital do Peru, onde no início de 2018, será realizado o evento.

“Achávamos que o mais difícil seria sermos aceitos e, agora que conseguimos isso, percebemos que está sendo mais difícil mesmo é conseguir o dinheiro para garantir nossa participação”, disse Eros ao Diário Corumbaense.

As despesas dos acadêmicos estão orçadas em R$ 9.116,00 (nove mil cento e dezesseis reais) e, para não deixar de participar do evento por questões financeiras, os estudantes estão buscando todos os meios para atingir o valor. Eles estão vendendo bolos, doces e resolveram também apostar na solidariedade da população ao lançarem uma campanha nos moldes de crowdfunding (financiamento coletivo) que explicando de uma forma breve funciona como uma “vaquinha online”.

A história dos acadêmicos e toda a planilha detalhada de gastos estão disponíveis pela plataforma Kickante no link (www.kickante.com.br/campanhas/estudantes-da-ufms-em-evento-de-harvard). As pessoas podem contribuir com os estudantes doando a partir de R$ 20.

“É um orgulho muito grande poder participar de um evento dessa importância. A gente não vem de uma família com posses, sabemos do momento que o país atravessa financeiramente, mas com a ajuda de cada um sabemos que podemos realizar esse momento engrandecedor não apenas para nós, mas para a cidade que será representada”, disse Laura Botelho.

Previsto para ser realizado entre os dias 11 e 14 de janeiro do ano que vem, o HNMUN - Latin America está desafiando os estudantes corumbaenses antes mesmo de começar oficialmente, pois, de acordo com os registros da “vaquinha online” eles conseguiram até agora apenas 2% da meta.

Divulgação

Acadêmicos reforçam que evento também é uma excelente oportunidade para desenvolver habilidades

“O quanto antes conseguirmos é melhor porque podemos nos preocupar apenas em melhorar nosso inglês. Vamos nos esforçar bem mais do que o normal. Por mais que a gente tenha essas limitações financeiras, queremos muito participar, estamos confiantes e nos esforçando”, afirmou Ilma.

A maior parte da programação da Simulação das Nações Unidas será conduzida em inglês – incluindo seis dos oito comitês. Assim, a Harvard Model UN é uma boa oportunidade para que os participantes pratiquem e melhorem suas habilidades no idioma. Excepcionalmente este ano, serão realizados dois comitês em espanhol: Cumbre Global de Ciudades e La Revolución Cubana.

Para os estudantes, o evento também é uma excelente oportunidade de desenvolver habilidades que estão intrínsecas ao ambiente onde vivem.

“O curso está na fronteira e, dentro da universidade, temos que fazer com que as pessoas levem em consideração que ela é um ambiente complexo. Tem esse teor das relações internacionais, do diálogo”, frisou Eros ao lembrar os desafios da negociação internacional e da diplomacia.

Em edições anteriores a HNMUN-LA aconteceu nas cidades de Buenos Aires, Brasília, Natal e Cidade do México.

Ações e Compartilhamento
Comentários:

Edillian Seoane: Prima (Ilma) LINDA!!! Vai dar tudo certo.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE