Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
15 de Dezembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Argentina conta com vitória do Brasil para aumentar chances de estar na Copa

Agência Brasil em 07 de Outubro de 2017

O jogo da Seleção Brasileira contra o Chile, pela última rodada das eliminatórias da Copa do Mundo, ganhou importância após o empate da Argentina, com a Venezuela, em Buenos Aires, por 0x0, na noite de quinta-feira (05). É que, entre as hipóteses de classificação da Argentina para uma das quatro vagas diretas das eliminatórias sul-americanas para a Copa, está uma derrota chilena no jogo em São Paulo e um empate entre Peru e Colômbia, em Lima, isso desde que a Argentina vença o Equador em Quito e some 28 pontos.

O Brasil lidera as eliminatórias, com 38 pontos e já está classificado para o Mundial da Rússia, mas o Chile ainda luta pela vaga e está em 3º lugar, com 26 pontos. A Argentina é 6º, com 25 pontos. A classificação geral é esta: 1º, Brasil, 38 pontos; 2º, Uruguai, 28; 3º, Chile, 26; 4º, Colômbia, 26; 5º, Peru, 25; 6º, Argentina, 25; 7º, Paraguai, 24; 8º, Equador, 20; 9º, Bolívia 14; 10º, Venezuela, 9.

O regulamento das eliminatórias prevê que, em caso de empate nos pontos, serão utilizados os critérios seguintes de desempate, nesta ordem: saldo de gols; gols pró; confronto direto, sendo que gol fora de casa tem peso 2; e sistema de pontos por esportividade, que envolve pontuação negativa para cartões vermelhos e amarelos. Se  o empate persistir, haverá sorteio.

Com base nessa ordem, se perder para o Equador, a Argentina, com 25 pontos, só não será eliminada se o Peru perder para a Colômbia por diferença por diferença de gols maior do que a derrota dos portenhos em Quito e ainda se o Paraguai não vencer a Venezuela, em Assunção. Com esses resultados, o time de Messi conseguiria a vaga na repescagem, como quinto colocado nas eliminatórias sul-americanas, e enfrentaria a Nova Zelândia, representante da Oceania.

Em caso de empate no Equador, a Argentina somará 26 pontos e poderá ir à repescagem se o Peru perder para a Colômbia, o Chile for derrotado por dois ou mais gols pelo Brasil e o Paraguai não vencer a Venezuela em Assunção. Na rodada de terça-feira, todos os jogos começarão às 20h30, pelo horário de Brasília, e são os seguintes: Brasil x Chile; Uruguai x Bolívia; Equador x Argentina e Paraguai x Venezuela.

Seleção Brasileira

Depois de empatar em 0x0 com a Bolívia, em La Paz, na noite desta quinta-feira, a Seleção Brasileira retornou ao país e já treinou nesta sexta feira no Centro de Treinamento (CT) do São Paulo, no bairro da Barra Funda, na capital paulista, preparando-se para o último jogo das eliminatórias da Copa de 2018, contra o Chile, na próxima terça-feira (10), no estádio do Palmeiras, o Allianz Parque, na Água Branca.

A novidade ruim do dia foi o corte do zagueiro Thiago Silva, do Paris Saint Germain, que sofreu lesão muscular na coxa direita no jogo de La Paz, e a convocação de Rodrigo Caio, do São Paulo, para o seu lugar. A atividade no campo foi leve e apenas para os reservas, enquanto os titulares fizeram exercícios físicos.

Para o jogo contra o Chile, o técnico Tite deverá escalar o goleiro Ederson, do Manchester City, da Inglaterra, no lugar de Alisson, do Roma, para testar o goleiro reserva. Além disso, Marquinho poderá voltar à zaga, já que era o titular antes de Thiago Silva, agora cortado, ser escalado contra a Bolívia. Mas o técnico Tite só deverá confirmar o time ou neste domingo, quando a seleção vai treinar, de fato, na Academia do Futebol, o CT do Palmeiras, ou na segunda-feira, quando o treino será no local do jogo com o Chile. Neste sábado, os jogadores da seleção estarão de folga.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE