Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
23 de Outubro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

PRF e PF ainda não se pronunciaram sobre detenção de Cesare Battisti

Rosana Nunes em 04 de Outubro de 2017

Permanece na Polícia Federal de Corumbá, o italiano Cesare Battisti, detido nesta quarta-feira (04) na cidade. O delegado chefe da PF, Sérgio Macedo, informou a este Diário, que apenas a Superintendência do órgão irá se manifestar sobre o caso. Já a assessoria de comunicação da Polícia Rodoviária Federal, disse que ainda hoje será emitida uma nota conjunta à imprensa.

Divulgação

Battisti foi condenado a prisão perpétua pela morte de quatro pessoas nos anos de 1970

O jornal O Globo informou que Battisti teria sido abordado já em Corumbá por policiais rodoviários. Alegou que estava indo pescar nas proximidades e em território brasileiro. O italiano passou, então, a ser seguido de maneira não ostensiva. E foi parado pela Polícia Federal quando tentava atravessar a fronteira em direção à Bolívia. Autoridades sustentam que ele portava US$ 5 mil e 2 mil euros. O italiano ainda deve ser submetido a audiência de instrução em Corumbá e caberá ao juiz local decidir se o libera ou não.

Autoridades brasileiras acreditam que Battisti iria tentar se refugiar na Bolívia uma vez que o governo italiano pediu formalmente ao Brasil que anule o refúgio e o devolva para cumprir a pena em seu país de origem. Ele foi condenado a prisão perpétua em seu país, pela morte de quatro pessoas entre os anos de 1977 e 1979.

 

Ações e Compartilhamento
Entre em contato com o autor
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE