Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
23 de Outubro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Investigações sobre morte de "Paizinho" continuam; funcionário admitiu autoria de crime

Rosana Nunes em 28 de Setembro de 2017

O cartório de homicídios do 1º Distrito Policial de Corumbá prossegue com as investigações sobre a morte de José Sebastião da Cruz Costa, de 41 anos, conhecido como "Paizinho". O corpo dele foi encontrado por populares no dia 29 de agosto em uma área de matagal, na rodovia Ramão Gomez, que liga Corumbá à fronteira com a Bolívia. A vítima levou pelo menos três tiros: um no peito, outro nas costas e uma bala transfixou uma das mãos. A suspeita era de que o homicídio tenha ocorrido em outro lugar e não onde o corpo foi encontrado.

Reprodução

José Sebastião tinha 41 anos e era conhecido pelo apelido de "Paizinho"

As investigações levaram a Polícia Civil a dois suspeitos de envolvimento no crime, presos esta semana: um comerciante, que seria sócio de "Paizinho" e um funcionário da loja comercial que funciona na rua 13 de Junho, centro de Corumbá. Também foram cumpridos mandados de busca e apreensão em sete locais diferentes, onde foram recolhidos computadores, celulares e documentos. Um revólver e um carro, onde o corpo de José Sebastião teria sido levado para o local onde foi encontrado, também foram apreendidos.

O delegado titular do 1º Distrito Policial, Pablo Gabriel Farias, confirmou ao Diário Corumbaense na tarde desta quinta-feira (28) que o funcionário confessou que teria tido um desentendimento com a vítima e acabou atirando contra "Paizinho". Já o sócio não deu nenhuma declaração durante o interrogatório e disse que só irá falar em Juízo. Segundo o delegado responsável pelo caso, as investigações continuam porque há pontos a serem esclarecidos. Os dois suspeitos permanecem presos na Polícia Civil.

 

Ações e Compartilhamento
Entre em contato com o autor
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE