Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
24 de Outubro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Mesclando atuação de atores a sombras, peça contemplada pelo FIC inicia apresentações

Lívia Gaertner em 27 de Setembro de 2017

Contemplada com recursos do FIC/Pantanal para ações em execução este ano, a Cia. de Teatro Maria Mole iniciou a série de apresentações ao público da peça “O homem que sabia javanês”, inspirada no conto homônimo do grande mestre da Literatura Brasileira, Lima Barreto.

Nesta remontagem, a Cia incorpora o teatro de sombras, para valorizar as cenas de memórias do protagonista do texto. Para fazer uso desse artifício os atores participaram de um curso de teatro de sombras e dele obtiveram como resultado o cenário, adereços e personagens em sombras.

A primeira apresentação aconteceu na terça-feira, 26, na escola estadual Júlia Gonçalves Passarinho. Nesta quarta, 27, o espetáculo será encenado no Teatro Dom Bosco, a partir das 20 horas. E, no sábado, dia 30, a peça será exibida na unidade do Sesc/Corumbá, a partir das 20h30, onde posteriormente, a professora Luciene Lemos de Campos promoverá, em conjunto com o elenco, uma roda de conversa com o tema: “A contemporaneidade da Literatura de Lima Barreto”. Todas as apresentações são abertas ao público.

Divulgação

Atuação de atores é mesclada a projeção de sombras durante peça

A proposta do espetáculo é baseada em técnicas dramatúrgicas mistas em que parte do espetáculo são contada por bonecos de sombra e a outra parte, encenada pelos próprios atores. A mescla de técnicas segue a perspectiva barreteana de englobamento e alargamento das possibilidades interpretativas do cenário artístico.

O texto proporciona ao publico uma viagem ao principio do séc. XX, com uma notória atualidade. A interação entre as cenas reais e as memorias em técnicas de sombra sugere uma nova referencia em montagens alternativas no município.

Com produção de Bianca Machado, a peça traz no elenco: Aline Galvarro, Lício Castro, Mario Sérgio, Matheus Lugo e Wesley Leitte. A cenografia e o figurino é da Alouatta Produções, enquanto o som e a luz tem como responsável Andri Rodrigues.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE