Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
18 de Novembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Unidos da Major Gama lança enredo homenageando “Tanabi”, sinônimo de cultura em Corumbá

Lívia Gaertner em 19 de Setembro de 2017

No ano quando as dez escolas de samba de Corumbá irão disputar o título do carnaval num mesmo grupo, a diretoria da Unidos da Major Gama escolheu como enredo a cultura, porém não em seu significado de dicionário, mas a personificação dela dentro do contexto regional.

José Antônio Garcia foi o nome escolhido para ser homenageado na passarela do samba em 2018, porém por esse nome, talvez, muitos não saibam de quem se trata. Entretanto, se falarmos o nome pelo qual há 42 anos ele foi associado, a cenário muda. “Tanabi”, o jovem que veio do interior de São Paulo para morar em Corumbá e, desde seus primeiros dias, envolveu-se na vida cultural da cidade pantaneira.

[foto1]

Um dos carnavalescos que integram a comissão de carnaval da Major Gama, João Braga afirmou ao Diário Corumbaense que o desfile que a escola está preparando será um dos mais bonitos já realizados pela agremiação. “Crescemos bastante, estamos com uma diretoria muito forte. Buscamos algumas pessoas que abraçaram essa causa pela pessoa do Tanabi, esse ser humano que cativa todo mundo. É um ser humano rico em cultura, rico em conhecimento e amor, isso é muito importante”, disse o carnavalesco ao revelar que a escola virá dividida em quatro quadrantes e com alas estimadas em 70 componentes cada.

O enredo “Nossa rua hoje tem rei e ganha a avenida: saudemos Tanabi, a cultura é sua vida” foi apresentado na noite do último sábado, 18 de setembro, na presença do presidente da Liesco (Liga Independente das Escolas de Samba de Corumbá), Zezinho Martinez e representantes de demais entidades carnavalescas da cidade e familiares do homenageado.

“É uma gratidão imensa que temos pela escola Major Gama que teve a coragem de chamar a gente para ser o tema daquilo que vai apresentar na avenida. É muita audácia minha achar que eu teria esse direito, mas é uma honra muito grande receber isso ainda mais em vida onde a gente pode sentir o calor das pessoas”, declarou Tanabi ao relatar sobre o sentimento de se tornar enredo na maior festa popular da cidade.

“Em 2004, fui presidente da Liesco. No final da época de 80, carnavalesco da Pesada (escola de samba), então o carnaval está no sangue. Eu vibro e amo esse povo, que é minha vida, é muito grande aquilo que a gente sente”, revelou ao avaliar que, a partir de 1975, conta seus dias dentro da Cultura. Conforme Tanabi, que atualmente responde pela presidência do Conselho Municipal de Cultura, essa estrita relação, se mostrava desde cedo.

[foto2]

“Desde criança, já estava voltado para a cultura. Acho que foi um privilégio de Deus fazer a gente gostar do belo porque acho que cultura é tudo o que é belo. Ao chegar em Corumbá, tive o privilégio de fundar a Casa do Artesão, de criar a Casa do Massa Barro, de participar da criação do Moinho Cultural, também da Oficina de Dança e de outros tantos movimentos que temos em nossa cidade”, disse o ao lembrar de importantes projetos culturais da cidade.

Sobre o nome “Tanabi”, ele esclareceu que já se vão 42 anos que as pessoas o adotaram ainda lá no estado de São Paulo onde frequentou um seminário visando a vida religiosa. O nome foi uma das heranças dessa época e que, em Corumbá, onde se graduou em Pedagogia, espalhou-se entre todos que o conheciam.

“Nasci em Polone, mas, com seis anos de idade, meus pais se mudaram para Tanabi, também em São Paulo. Aos 18 anos, fui para o Seminário e lá tinha muitos Josés e, na hora de sermos chamados, para nos distinguir, me chamavam pelo nome da cidade onde meus pais moravam. Quando cheguei em Corumbá, um amigo meu do seminário que estava morando aqui, foi me receber junto com a professora Regina Baruki e já soltou o Tanabi”, recordou o homenageado que, desde então, coleciona em Corumbá aquilo que ele julga ser sua maior riqueza e que será a cara do carnaval na Major Gama em 2018.

“Eu busco fazer um carnaval com um milhão de amigos porque não temos poder, mas amigos, e digo que isso é o maior poder de todos”, resumiu a este Diário.

Conheça um pouco da história de vida de Tanabi no vídeo produzido pela Unidos da Major Gama:

[video1]

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE