Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
24 de Outubro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

O dinheiro do povo financiando a corrupção

Da Redação em 14 de Setembro de 2017

No Brasil a inversão de valores é muito grande, e isso, por causa do próprio povo que permite que as coisas aconteçam sem sequer se pronunciar. A mais nova revelação, foi a de que o BNDES – Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social, uma instituição bancada com dinheiro do contribuinte, que visa financiar empreendimentos com juros baratos para incentivar o progresso, é sócio da JBS, com 23% das ações da empresa dos irmãos Batista.

Enquanto isso

Tem gente ai tentando um empréstimo pequenininho no BNDES, em busca de estruturar um novo negócio ou de fortalecer o já existente, e não consegue. Esbarra no excesso de burocracia e no direcionamento do dinheiro do banco para cobrir interesses.

Negociação aberta

A Câmara dos Deputados está como aqueles pássaros famintos que ficam com os bicos abertos à espera da comida trazida pela mãe, só aguardando a chegada do pedido de abertura de um novo processo contra o presidente Temer. Rodrigo Janot deve fazer a denúncia ainda esta semana, pois deixa o cargo no domingo, o que pode gerar nova negociação entre o presidente e os deputados para evitar que o processo prossiga. É vergonhoso como o dinheiro do povo é usado nesse tipo de negociata que serve somente para evitar que as verdades venham à tona.

Novo nome de CPMI

E diante de tantas traquinadas feitas pela Câmara, inventaram até um novo nome para a sigla CPMI. Agora, por extenso, ela quer dizer: Comissão Para Melar Investigação.

Em Ladário

O nome é outro, CIP – Comissão Investigativa e Processante. Será que lá, os vereadores vão deixar que ela vire outra coisa também, a exemplo dos deputados federais?

E o medo

Agora todos estão temendo o desemprego que uma eventual quebra das empresas dos irmãos Batista pode causar em Mato Grosso do Sul. Só na JBS são 6 mil funcionários, e isso preocupa, inclusive os integrantes da CPMI que investiga a empresa no Estado. 

Campeonato Amador

A Liga de Esportes de Corumbá suspendeu o Campeonato Amador deste ano, alegando que não recebeu o apoio da prefeitura. Mas, vem cá, responda uma pergunta: o campeonato é da prefeitura ou da LEC?

Apesar disso

A prefeitura garante que se comprometeu em ajudar dando bolas, troféus, cedendo o estádio que está sob a administração da Funec por meio de convênio, entre outras coisas. Mas a LEC quis o pacote completo, 88 mil reais em três parcelas, para bancar as despesas.

Ações e Compartilhamento
Entre em contato com o autor
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE