Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
24 de Outubro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Evento comprova que tecnologia é aliada do aprendizado em qualquer disciplina

Lívia Gaertner em 04 de Setembro de 2017

Do lado de fora, uma fila se formou atraída pela curiosidade em saber o que havia dentro da sala onde sons também chamava atenção logo na entrada da V Expotec (Exposição Tecnológica Digital da Rede Estadual de Ensino de Corumbá e Ladário). No interior, três tipos de simuladores davam a sensação de como é dirigir um caminhão, pilotar um avião e andar numa montanha-russa. Para chegar mais próxima da realidade, os alunos utilizaram de luzes, sons, ventiladores, bancos construídos especialmente para dar movimentos a quem se permitia a passar pela experiência.

“Esses simuladores nos fazem pensar o tempo todo em cálculos matemáticos. Gerir o combustível, a distância e número de paradas, por exemplo”, comentou Taíssa Gabrielly, aluna da escola estadual Gabriel Vandoni de Barros, ao falar sobre a relação entre a matemática, tema usado esse ano para a Exposição, e as tecnologias.

O evento reuniu nesta segunda-feira, 04 de setembro, cerca de 300 alunos expositores que se apresentaram para outros estudantes, professores e público em geral que compareceu à na escola estadual Doutor João Leite de Barros, em Corumbá.

Os 40 anos de fundação de MS e a presença da matemática, foram temas de muitos projetos

“Já realizávamos o evento, mas com a Coordenadoria Regional em Educação de Corumbá, ela tomou uma dimensão maior, sendo o fruto dos trabalhos realizados ao longo dos anos nas escolas. Cada escola tem, hoje, seu clube de robótica, mas o que temos aqui são trabalhos usando diversas mídias também”, disse Gleice Aparecida Pinheiro da Silva Grato, gestora de Tecnologia Educacional.

Uma das vertentes artísticas, a poesia, ganhou ares de tecnologia quando os alunos da escola estadual Leme do Prado, em Ladário, resolveram homenagear os 40 anos de Mato Grosso do Sul com um livro virtual de poemas.

“A gente deu uma forma de misturar: uma coisa que quase ninguém mais faz, que é ler, com algo que todo mundo olha, que é o computador”, disse o aluno, Marcelo Arthur, que ajudou na formatação do livro cujos poemas foram feitos por demais colegas da escola.

Mais do que possibilitar o contato com os recursos tecnológicos, os projetos ajudam a incentivar hábitos positivos como o que aconteceu com Jessé Nicolas que também participou da diagramação do livro. “Antes eu não tinha muita paciência para ler um livro e hoje já não penso mais dessa forma”, disse o adolescente de 13 anos.

Do hábito da leitura para os hábitos saudáveis na alimentação, a Expotec provou que é possível aliar a tecnologia com a nutrição. Na escola estadual Maria Helena Albaneze, questionários foram aplicados para levantar a maneira como os estudantes estão se alimentando e isso, segundo a estudante, Karolini Marcelly Miranda, ajudou, inclusive na mudança do que é oferecido na escola como merenda. O questionário tradicional ganhou ares tecnológicos ao ser levado para uma plataforma digital, cujos resultados são imediatamente computados e fornecem uma leitura do perfil do entrevistado.

“Com esse resultado, a pessoa já pode começar a refletir sobre as forma como está se relacionando com a alimentação e buscar essa qualidade que vai se refletir, principalmente, na saúde”, disse Rayane Clara, estudante que também integra o projeto.

De olho na conservação dos recursos naturais, a escola estadual Carlos de Castro Brasil usou a robótica para mostrar como a água pode ser reutilizada no dia-a-dia. Uma estação de tratamento montado em forma de maquete se propôs a apresentar como os resíduos podem ser retirados do líquido que, posteriormente, pode ser utilizado para quase tudo.

Fotos: Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Estudantes apresentaram projetos desenvolvidos com auxílio de recursos tecnológicos e sua relação com o cotidiano

“Só não recomendamos bebê-la porque ela entrou em contato com componentes químicos, mas, de resto, tanto a água da chuva, como do chuveiro e da pia (que vem com sabão) pode ser usada”, disse Thaís Fernanda ao explicar que a programação das placas utilizadas em robótica propiciam tempo, vazão e demais pontos levados em consideração durante o processo de tratamento do líquido.

A Expotec reuniu dezenas de projetos realizados em 13 Progetec’s (Professores Gerenciadores de Tecnologias e Recursos Midiáticos) de escolas da Rede Estadual de Ensino em Corumbá e Ladário.

Ações e Compartilhamento
Comentários:

MARCO ANTONIO ROJAS: Parabéns a todos os envolvidos que colaboraram para a realização deste evento. Apresentações maravilhosas, muita criatividade e inovação. Meus parabéns especiais também a equipe da EE "Dr GABRIEL VANDONI DE BARROS" com a EXPOSIÇÃO SIMULADORES do CLUBE DE ROBÓTICA CORUMBELLA, pelo maravilhoso trabalho apresentado.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE