Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
24 de Setembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Garras e SIG da Polícia Civil prendem três por “falso sequestro” e extorsão em Corumbá

Ricardo Albertoni em 27 de Agosto de 2017

Divulgação Polícia Civil

Ivan Luiz Ribeiro, Alexander Villa Escudero e Cristhian Camilo Lopez Wilquin foram presos em flagrante

Equipes do Garras (Grupo Armado de Resgate e Repressão a Assaltos e Sequestros) e do SIG (Setor de Investigações Gerais da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Corumbá), prenderam em flagrante, na noite de sábado (26), três homens que simularam um sequestro. O trio composto pelos colombianos Cristhian Camilo Lopez Wilquin de 21 anos, Alexander Villa Escudero, de 32 anos, e um brasileiro, Ivan Luiz Ribeiro, de 36 anos, agiu em associação praticando extorsão sob grave ameaça contra o “patrão” de Cristhian, de 26 anos.

Formada por três delegados e oito policiais, a equipe investigava a informação registrada no dia 24 de agosto, de que no dia anterior (23), um dos presos, Cristian Camilo Lopez Wilquin, teria sido sequestrado. No desenrolar das investigações, os policiais descobriram que a suposta vítima e os outros dois indivíduos simularam o sequestro e exigiram dinheiro do empregador do criminoso através de mensagens de texto e ligações.

A ideia do “falso sequestro” teria partido de Alexander, que propôs o plano a Cristhian, porque segundo eles informaram aos policiais, o patrão teria dinheiro. Os dois não falam português e para não levantar suspeitas, contaram com a ajuda de Ivan Luiz Ribeiro, que agia na interlocução com a vítima. As exigências para a libertação de Cristhian começaram a acontecer de modo crescente iniciando em R$ 20 mil, passando para R$ 40 mil e por fim R$ 80 mil.

De acordo com o boletim de ocorrência número 5082/2017, registrado na 1ª Delegacia de Polícia Civil de Corumbá, o suposto sequestrado já havia relatado que estava sendo ameaçado desde o último dia 15, quando disse que "pessoas" exigiam R$ 40 mil para que os dois colombianos pudessem trabalhar na região. No dia do “falso sequestro”, o rapaz teria recebido mensagem via WhatsApp com imagem de seu documento com a ameaça: ‘agora vamos pegar você”.  No dia do registro da ocorrência, chegou uma mensagem ao telefone do empregador de Cristhian exigindo dinheiro pelo resgate.

Após intensas e ininterruptas diligências, as equipes prenderam um dos indivíduos no bairro Aeroporto. Depois dessa primeira prisão, a Polícia chegou até os outros dois envolvidos. Presos em flagrante, eles confessaram a prática do crime e foram encaminhados para a Delegacia de Policia Civil acusados de extorsão e associação criminosa. Nesta semana, devem ser encaminhados para o Estabalecimento Penal Masculino de Corumbá.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE