Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
26 de Setembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Liesco altera estatuto e escolas de samba poderão votar em eleição de diretoria

Ricardo Albertoni em 23 de Agosto de 2017

Divulgação

Assembleia Geral foi realizada na noite de terça-feira, 22 de agosto

Durante assembleia geral realizada na noite de terça-feira, 22 de agosto, entre a diretoria da Liga Independente das Escolas de Samba de Corumbá (Liesco) e representantes das agremiações e fundadores, foram definidas alterações no estatuto para remodelar o formato de eleição da diretoria da Liga.

A mudança tem o objetivo de dar poder de voto às 10 escolas de samba de Corumbá para as votações que irão escolher a diretoria executiva da entidade. Em 13 anos de existência da Liesco, esta é a primeira vez que as agremiações terão a oportunidade de escolher os representantes. Até então, isso era tarefa apenas dos membros do Conselho Deliberativo, composto por integrantes natos escolhidos entre os fundadores e eletivos, por votação de assembleia.

O presidente da Liesco, José Martinez Neiva, ressaltou que além de democratizar a escolha, a medida atende um anseio antigo dos organizadores do Carnaval de Corumbá. "As escolas já esperavam por isso há bastante tempo. Tínhamos uma eleição onde elas participavam apenas observando o processo, sem participação direta, apenas representada por seus fundadores, que poderiam, por direito, ter opinião divergente dos seus dirigentes, em exercício de mandato nas agremiações. Com essa modificação, preservamos a importância do corpo de fundadores, mas estamos dando o poder de voto a quem faz a Liesco, que são as entidades. E acredito que isso proporcionará uma união ainda mais efetiva das nossas escolas de samba em torno do carnaval”, disse.

O presidente do Conselho Deliberativo, Victor Raphael, lembrou que a medida era um compromisso firmado entre diretoria e conselho deliberativo, além de contribuir para a transparência dos processos, uma exigência da legislação. "As leis que falam sobre as entidades da sociedade civil cada vez mais exigem a democratização da gestão e a transparência dos seus processos. É impensável que as agremiações filiadas não pudessem votar. Além disso, foi um compromisso firmado pela diretoria da Liesco e pelo Conselho Deliberativo que faríamos essas modificações”, lembrou.

A atual diretoria assumiu a direção da entidade em 16 de novembro de 2016 para um mandato de dois anos. O novo pleito para a escolha dos representantes das escolas de samba de Corumbá, acontecerá em outubro de 2018, já com novo sistema implementado. Com informações da Liesco.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE