Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
23 de Novembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Durante ação em "boca de pó", três usuários se confundiram e pediram droga a policial

Ricardo Albertoni em 22 de Agosto de 2017

Fotos: Divulgação Polícia Civil

Walmir Valencio da Costa e a mulher Joilce Borba da Silva foram presos

Em menos de 24 horas, equipe do SIG (Setor de Investigações Gerais) da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Corumbá estourou terceiro ponto de venda de drogas na cidade. Na segunda-feira (21), os investigadores viram um usuário de drogas próximo a rua Antônio João com a alameda Santo Antônio, na área central, que seguia em direção a uma "boca de pó" conhecida como “Boca do Walmir”.

Em monitoramento no local, a equipe flagrou o momento em que o usuário comprou a droga de Walmir Valencio da Costa, de 45 anos, que estava acompanhado da mulher, Joilce Borba da Silva, de 41 anos. Quando avistou os policiais, Walmir correu em direção ao imóvel tentando se esconder em uma laje e jogando um objeto que estava em sua mão. Na tentativa de fuga por um local estreito, ele acabou ferindo o supercílio.

Os policiais apreenderam vinte e dois papelotes de pasta base de cocaína e a quantia de R$ 112 em dinheiro trocado

Enterrados, próximo onde estavam Walmir e Joilce, foram encontrados vinte e dois papelotes de pasta base de cocaína que pesaram aproximadamente dezoito gramas. No bolso de Walmir, havia a quantia de R$ 112 em dinheiro trocado, característico da comercialização de entorpecente.

No local do flagrante, há várias casas geminadas onde moram parentes do autor, o que dificultou as buscas. O material que Walmir tentou se livrar no momento da chegada dos policiais não foi encontrado. Chamou a atenção da equipe que em um curto espaço de tempo, três usuários foram ao local e através de uma espécie de código pediram droga para um dos investigadores sem saber que se tratava de um policial. Todos foram conduzidos para a delegacia de Polícia Civil de Corumbá.

Denúncias

O SIG da Polícia Civil atua em parceria com a população através de denúncias anônimas. Qualquer informação pode ser repassada pelo telefone (67) 9 9272-6380 ou pelo e-mail sigcorumba@gmail.com.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE