Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
17 de Dezembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Passagem de Marun por Corumbá gera protesto de representantes de diversos setores

Lívia Gaertner em 10 de Agosto de 2017

Fotos: Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Manifestantes foram para a porta do Centro de Convenções protestar

Munidos de cartazes, palavras de ordem e muita indignação, um grupo de manifestantes se preparou para recepcionar o deputado federal Carlos Marun (PMDB) em Corumbá. Ele acompanhou o ministro do Turismo, Marx Beltrão, na cidade pantaneira onde participaram do seminário “Turismo no Pantanal – Perspectivas de Desenvolvimento”.

Guardas municipais e policiais militares acompanharam a manifestação

Entre os manifestantes, professores da UFMS, do IFMS, representantes de vários sindicatos e da classe estudantil que ficaram frustrados porque não conseguiram acesso ao deputado. Enquanto os manifestantes diziam em coro: “Fora Marun, Fora Temer”, em referência à postura do deputado que se posiciona como um dos maiores defensores do presidente Michel Temer (PMDB), Marun e comitiva entraram pelas portas do fundo do Centro de Convenções do Pantanal, no Porto Geral.

Ao fugir do foco do protesto e antes de entrar no local do evento, o deputado aproveitou para conhecer um dos barcos com maior estrutura para o turismo na região. Profissionais de vários veículos de comunicação da cidade aguardavam para uma entrevista quando foram informados que somente a emissora de TV local, a TV Morena, teria acesso às autoridades, uma situação que buscou ser remediada ao final do evento, pouco depois das 12h, com uma entrevista coletiva.

Deputado Carlos Marun "driblou" manifestantes ao chegar para participar de evento

Ainda na portaria do Centro de Convenções, os manifestantes permaneceram ladeados por dezenas de guardas municipais e policiais militares. Apresentações culturais no interior do Centro de Convenções e gritos de protesto do lado de fora marcaram a passagem do deputado por Corumbá.

Além de Marun, os deputados Luiz Henrique Mandeta (DEM), Elizeu Dionízio (PSDB) e Tereza Cristina (PSB) também foram citados como "inimigos do povo" durante a manifestação.

Ações e Compartilhamento
Comentários:

Marcelle de Saboya Ravanelli: Parabéns ao jornal pela matéria. Em tempos tão difíceis politicamente quanto os que estamos vivendo, a importância da Imprensa séria e imparcial é de fundamental relevância ao país.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE