Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
18 de Dezembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Seis sofrem queimaduras durante acidente com "bife na chapa" em Ladário

Rosana Nunes em 06 de Agosto de 2017

Seis pessoas sofreram queimaduras de 1º e 2º graus durante uma confraternização na tarde de sábado, 05 de agosto, no bairro Santo Antônio, em Ladário. Segundo a Central de Operações do 3º Grupamento de Bombeiros de Corumbá, as vítimas estavam ao redor de uma chapa, onde grelhavam carne, o chamado "bife na chapa". 

Um dos participantes tentou repor álcool no suporte incandescente quando houve a combustão do produto inflamável, atingindo as seis pessoas. Cinco vítimas foram imediatamente para o pronto-socorro corumbaense, enquanto que um homem permaneceu no local e recebeu atendimento da guarnição plantonista dos bombeiros. Ele sofreu queimaduras no rosto, pescoço e tórax.

O Diário Corumbaense confirmou que das seis vítimas, três estão internadas na Santa Casa de Corumbá e uma permanece no pronto-socorro. Não foi possível apurar o quadro clínico dos pacientes. 

O Corpo de Bombeiros alerta que nenhum tipo de líquido inflamável deve ser usado para acender fogo. O indicado é umedecer uma bola de papel com óleo de cozinha.

Classificação das queimaduras

As queimaduras são classificadas conforme a extensão e profundidade da lesão. As de primeiro grau são leves, nas quais ocorre uma vermelhidão no local, seguida de inchaço e dor variável. Não há formação de bolhas e a pele não se desprende. Já as de 2º grau, há destruição maior da epiderme e derme, com dor mais intensa.  Normalmente aparecem bolhas no local ou desprendimento total ou parcial da pele afetada. A recuperação dos tecidos é mais lenta e as queimaduras podem deixar cicatrizes e manchas claras ou escuras. Queimaduras de 3º grau podem ser muito graves e até fatais. Ocorre destruição total de todas as camadas da pele, e o local pode ficar esbranquiçado ou carbonizado (escuro). Na evolução, sempre deixam cicatrizes e podem requerer tratamento cirúrgico e fisioterápico para retirada de lesões e aderências que afetem a movimentação, de acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica.

O procedimento recomendado às pessoas que estiverem próximas das vítimas no momento em que elas sofrerem queimaduras é acionar socorro imediato pelo 193 e não colocar em prática nenhum procedimento sem conhecimento técnico. Quando a pessoa estiver em chamas, deve-se enrolar um cobertor em volta do corpo. Caso não tenha nenhum, mandar rolar no chão para abafar as chamas. Em hipótese alguma deve-se usar água para apagar o fogo, sob o risco de provocar um choque térmico que pode resultar na morte da vítima. 

Ações e Compartilhamento
Entre em contato com o autor
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE