Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
18 de Dezembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

F-1: Vettel ganha na Hungria apesar de drama no final

Motorsport.com/Terra Esportes em 30 de Julho de 2017

Divulgação

Piloto alemão teve corrida atribulada por problemas de estabilidade em Budapeste

O calor e o traçado sinuoso de Hungaroring responderam aos anseios do alemão Sebastian Vettel. Depois do azar no GP da Grã-Bretanha, o tetracampeão precisava de um resultado perfeito neste final de semana na Hungria – o que aconteceu.

O alemão venceu sua 46ª prova na Fórmula 1, e viu sua diferença na liderança do mundial subir de um para 14 pontos apesar de um problema de estabilidade que o assolou pela maior parte da corrida. O alemão viu o volante de seu carro pendendo para a esquerda, mas se aproveitou da dificuldade de se ultrapassar em Budapeste para levar a corrida.

Kimi Raikkonen reclamou pelo rádio do fato de não ter tido possibilidade de passar Vettel pela estratégia já que andava mais rápido. Ele fechou a dobradinha da escuderia.

Não foi o domingo da Mercedes. Com problemas de rádio e fazendo uma má largada, Lewis Hamilton passou o início da prova em quinto. Com o problema de Vettel e a parada de Verstappen (quarto no início), ele passou para quarto e chegou próximo ao top-3. A Mercedes deu ordem de equipe para Bottas deixar Hamilton - que vinha mais veloz - ultrapassar, mas o britânico não conseguiu passar as Ferraris.

Com isso, Hamilton deixou Bottas passar no fim para que o finlandês fosse o terceiro após a ordem prévia.

Após tirar da prova o companheiro de equipe Daniel Ricciardo com um toque que furou o radiador e o pneu do australiano, Max Verstappen tomou uma punição de dez segundos no primeiro pit stop e chegou em quinto lugar.

Em sua melhor corrida do ano, Fernando Alonso chegou em sexto após ultrapassar o compatriota Carlos Sainz. Com o resultado - que também contou com Stoffel Vandoorne em décimo - a McLaren supera a Sauber no mundial de construtores, jogando o time suíço para a lanterna entre as equipes.

Substituto do brasileiro Felipe Massa, que devido a um mal-estar não pôde correr, o escocês Paul di Resta acabou abandonando a prova no fim.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE