Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
24 de Junho de 2018
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Programa de Aquisição de Alimentos é destaque da feira da agricultura familiar

Fonte: Assessoria de Comunicação da PMC em 29 de Julho de 2017

A 1ª Festa da Agricultura Familiar (FESTAF) promoveu integração entre as comunidades dos Assentamentos Taquaral, Tamarineiro I e II e Paiolzinho. A festa foi realizada na sexta-feira, 28 de julho, na Escola Municipal Rural Monte Azul, localizada no Taquaral. Diversas Secretariais Municipais e instituições parceiras participaram do evento que aconteceu das 09h às 15 horas com muita música, comida, ações sociais, apresentação de projetos escolares, orientações de saúde e diversão. Estiveram presentes agricultores familiares, estudantes e moradores dos assentamentos. O evento foi organizado pela Prefeitura Municipal de Corumbá, por meio da Secretaria Especial de Agricultura Familiar.

“A gente quer fomentar a agricultura familiar e não tem nada melhor para trazer as pessoas para conhecer do que uma festa, por isso, a intenção do evento foi este, trazer o produtor rural, mostrar ao público que temos produtos de qualidade dentro de Corumbá feitos pelos nossos produtores rurais”, afirmou Mohamad Abdallah, secretário especial de Agricultura Familiar.

Clóvis Neto/PMC

Festa reuniu moradores dos Assentamentos Taquaral, Tamarineiro I e II e Paiolzinho

José Antonio Assad e Faria, assessor especial do Município, representou o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira na festividade. Conforme ele, a Prefeitura de Corumbá empenha esforços para estimular o desenvolvimento da agricultura familiar aprimorando a qualidade de vida dos moradores da zona rural. “Temos o interesse em fazer uma gestão voltada à qualidade de vida daqueles que vivem na zona rural, que representa um público de milhares de pessoas, oferecendo a eles a condição de fixação na terra com qualidade de vida boa. Isso implica em produção e geração de renda para que eles possam promover essa sustentabilidade”, afirmou o assessor.

Para José Antonio, o objetivo do Município tem sido alcançado através do trabalho que está sendo realizado pela Secretaria Especial de Agricultura Familiar. Conforme ele, com a 1ª FESTAF, a Prefeitura mostra que esse trabalho está sendo realizado com sucesso, principalmente como resultado de uma política de integração entre as várias Secretarias, instituições parceiras e público da zona rural. “As pessoas da zona rural que se envolvem com os trabalhos acabam ajudando também a concretizar o objetivo do Município que é a fixação do homem na terra com maior qualidade de vida”, afirmou José Antonio.

Vicente Martins Santana, dono de um sítio no Assentamento Taquaral, trabalha com cultivo há mais de dez anos. Ele estava na 1ª FESTAF e contou que há pouco tempo tornou-se agricultor familiar. O agricultor já conseguiu vender seus produtos para o Município, através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). “Acho essa ideia ótima, a melhor coisa que nos aconteceu foi a gente poder plantar e entregar nossos produtos para o Município. É uma excelente oportunidade, sustento minha família com esse trabalho e gosto muito de ser agricultor. Nasci plantando e colhendo, eu gosto de exercer essa profissão”, afirmou Vicente.

Mohamad Abdallah disse que a principal atividade desenvolvida pela Secretaria Especial de Agricultura Familiar é o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), que surgiu para incentivar o agricultor familiar a produzir e suprir as necessidades do Município. Neste ano, já foram adquiridos pela Prefeitura quase 90 mil quilos de alimentos provenientes da agricultura familiar. Esses alimentos atendem a instituições municipais que trabalham com pessoas carentes, especialmente aos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) que fazem doações diretas aos mais necessitados. “Hoje estamos fazendo, no município de Corumbá, distribuição de alimentos de ótima qualidade dos nossos assentados três vezes por semana”, disse Mohamad.

Pedro Morais Vieira, morador do Assentamento São Gabriel, afirmou que está começando a conhecer o Programa de Aquisição de Alimentos e vai trabalhar para participar dele. O agricultor familiar cria alguns animais como patos e galinhas e está começando a plantar mandioca, cebolinha, goiaba e limão. “Ainda não consegui vender, mas pretendo entrar nesse sistema. Acho interessante produzir para vender para o próprio Município, ajuda na nossa economia, vou investir nisso. Atualmente, a gente vende leite e queijo, mas estou preparando a terra para plantar mais”, disse Pedro.

Laurenilson Gregório de Figeuiredo planta alface, mandioca e cheiro verde no Tamarineiro I e acha a oportunidade de vender para o Município muito boa. “Todo ano a gente entrega os produtos e gosto muito de trabalhar com agricultura familiar, ajuda bastante a gente, sem isso, a gente não ia ter como comprar nossas coisas e concretizar nossos objetivos. Na minha família são cinco pessoas e sustento ela com a plantação”, afirmou o agricultor.

De acordo com o secretário especial de Agricultura Familiar, diálogo com instituições como Embrapa Pantanal e UFMS está em andamento com o objetivo de firmar convênios em benefício desses agricultores e suas famílias. “A Embrapa, por exemplo, tem um feijão que tem 30% a mais de proteínas, algumas verduras e frutas com quantidade maior de vitamina C, então, provavelmente, com esses convênios que iremos fazer, esses alimentos poderão ser produzidos nos assentamentos”, finalizou Mohamad Abdallah.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE