Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
25 de Setembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Espaço voltado para resgate de brincadeiras e estímulo à arte é opção de colônia de férias

Camila Cavalcante em 15 de Julho de 2017

Fotos: Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Cerca de trinta e cinco crianças participam da Colônia de Férias

Celulares, tablets, notebooks, computadores e spinners,  estão entre os mais citados como fonte de diversão dessas férias escolares para grande parte das crianças. O avanço da tecnologia domina todas as áreas e público, principalmente as crianças. Muitos pais se sentem incomodados em não ver seus filhos soltando pipa, jogando bola, brincando de pique alto em frente de casa com os vizinhos, ou se divertindo com tintas e brincadeiras manuais como muitas crianças faziam "antigamente" em suas férias.

Em Corumbá, na avenida General Rondon, está localizada uma casa de eventos e de cultura infantil que busca justamente divertir as crianças de forma lúdica, saudável e segura neste período de férias. “Já trabalhamos com a colônia de férias da Alegoria há 3 anos. A proposta é proporcionar atividades utilizando a arte como instrumento fundamental de trabalho e resgatar as brincadeiras tradicionais. A cada dia vemos que as crianças se inserem mais no mundo tecnológico e muitas vezes de forma desordenada, o que as torna introspectivas, ficam em suas casas somente com contato familiar. Aqui elas têm a vantagem de socializar com o grupo e aprender brincando”, explicou ao Diário Corumbaense a proprietária do empreendimento, Renata Mesquita Marques.

Neste ano, pelo menos 35 crianças estão permanecendo no espaço que realiza suas atividades de segunda a sexta-feira, até 21 de julho, das 13h30 às 17 horas. “Temos dois tipos de planos, onde os pais escolhem a semana toda ou apenas as atividades que a criança mais gosta, como a pintura, a escultura, a culinária, o teatro e as brincadeiras de quintal. Muitos pais nos contratam durante as duas semanas de férias das crianças, pois assim trabalham tranquilos, na mesma rotina de horários. Percebemos que temos um bom público de famílias volantes, pais militares e de mineração, que não têm outros familiares, como avós, tios, para deixarem as crianças”, frisou Renata.

Atividades buscam resgate das antigas brincadeiras

À tarde, a garotada conta com  amplo espaço para brincadeiras, participam de oficinas de teatro, de brinquedos, de modelagem, pintura, cinema, contação de histórias e brincadeiras de quintal. "Apesar de estarmos competindo com a tecnologia, é fundamental ter muita força de vontade, pois hoje encontramos crianças resistentes a deixar seu celular de lado, seu notebook, seu tablet e brincar na rua, no quintal. Aqui elas sentem um pouco dessa sensação de poder brincar com 'pés no chão', com interação social, deixando de lado por um momento esse mundo virtual em que vivemos”, concluiu Renata.

Diversão e aprendizado ao mesmo tempo

Maria Fernanda de Negreiros, 08 anos é “freguesa” da Alegoria. “Esta é minha terceira férias que passo aqui. Meus pais me trazem, pois não há quem fique comigo no horário que eu estaria na escola e agora estou de férias. Depois, eu prefiro vir. Aqui escuto histórias, gosto muito de fazer esculturas com argila. A hora passa e eu nem percebo, até esqueço do celular. Se eu estivesse em casa, estaria com  alguém que minha mãe iria contratar e vendo TV, ou jogando", contou.

A mãe de Maria Fernanda, a empresária Michele Melo, 38 anos, afirma que é uma ótima saída, tanto para o preenchimento de horário de férias da menina, quanto para seu desenvolvimento e divertimento com atividades lúdicas. “A colônia de férias tem atividades didáticas, cultura, estimula o desenvolvimento intelectual. É um lugar onde  a Maria Fernanda gosta de estar e eu, fico mais tranquila para trabalhar, sei que ela está num local seguro,  que ela se diverte e aprende ao mesmo tempo”, afirmou a este Diário.

Além das brincadeiras, a interação social das crianças também é objetivo das atividades

Kauê Rocha Viana, 10 anos, natural de Campo Grande veio para Corumbá com a família e pela primeira vez passa as férias na casa de cultura infantil.  “Minha mãe ficou sabendo das férias aqui por um grupo de WhatsApp que ela participa. Se eu não ficasse aqui à tarde, estaria com a minha avó. Gostei de vir para cá, pois tem mais crianças, brinco e fico longe do celular. Gosto muito de jogos, mas minha mãe me explicou que precisa ter horário e aqui eu me divirto mais com as outras crianças, é bem legal”, frisou.

Mais informações podem ser obtidas pelos contatos: 3232-1357 / 67-9 9926-0834. As atividades da colônia de férias contemplam crianças de 03 a 12 anos (crianças menores de 03 anos é necessário acompanhante) e vão até dia 21 de julho. 

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE