Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
18 de Dezembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Estado reativa comitê e foca em ações de prevenção a incêndios no Pantanal

Portal de Notícias do Governo de MS em 27 de Junho de 2017

Na segunda-feira (26), no auditório do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), em Campo Grande, foi reativado o Comitê Interinstitucional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais, e nesse primeiro momento o foco está em ações efetivas de prevenção a incêndios na região do Pantanal, afirmou o secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck. O comitê estava inativo no Estado desde 2013 e retorna integrado por 10 instituições públicas e entidades civis.

João Prestes

Comitê, inativo no Estado desde 2013, é integrado por 10 instituições públicas e entidades civis

Nessa primeira reunião, presidida por Jaime Verruck, os membros do comitê tomaram posse e aprovaram a admissão de um representante da Associação Sul-Mato-Grossense de Produtores e Consumidores de Florestas Plantadas (Reflore MS). Em seguida assistiram a uma apresentação do gerente da Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul (Biosul), Paulo Aurelio, para explicar como é feito o gerenciamento e prevenção de queimadas nas lavouras de cana-de-açúcar. Devido à mecanização da colheita, não há mais queima de canaviais no Estado, porém as usinas dispõem de equipamentos e pessoal treinado para intervir em caso de eventuais incêndios na lavoura.

O secretário conceituou como extremamente importante a reativação do comitê e a articulação das entidades e instituições que integram o órgão no sentido de desenvolver ações para evitar a ocorrência de incêndios. Com a chegada do inverno, a baixa umidade do ar resseca a vegetação e torna o ambiente propício a incêndios que podem assumir proporções desastrosas, sobretudo no Pantanal que é coberto por capim. Para evitar isso, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro) vai editar uma Resolução proibindo qualquer tipo de queimada nos próximos meses, mesmo que sejam controladas.

A reativação do comitê e a retomada de ações de prevenção a incêndio antecipa a realização do maior evento mundial do gênero e que será sediado em Campo Grande: o Wildfire 2019. A Conferência Internacional de Combate a Incêndios Florestais visa à preservação e uso sustentável do meio ambiente mundial. Para tanto vai reunir as partes envolvidas na gestão de incêndios florestais e seus campos relacionados, como silvicultura, clima e meteorologia, ecossistemas, desastres e segurança e saúde humana. Os participantes partilharão conhecimentos e experiências sobre a metodologia de gestão de incêndios e debaterão estratégias para o reforço da cooperação internacional. A Semagro integra o grupo de trabalho que organiza o evento.

O Wildfire 2019 é um dos temas a ser tratado na próxima reunião do comitê, marcada para dia 31 de julho, que tem ainda em pauta: discutir o Regimento Interno do órgão, estratégias para prevenção e combate para o período de estiagem 2017, para reativar os comitês municipais, para implantação de estações meteorológicas no Pantanal, para divulgação das atividades de monitoramento de risco de incêndio; procedimentos/licenciamento para queima controlada no Pantanal, relato de experimento “Fogo no Pantanal” feito por representante da Fazenda São Roque e discussões sobre o Plano Operacional de Contingência (funções operacionais/participação de cada órgão em caso de incêndio), entre outros assuntos.

Integraram a mesa de autoridades o secretário Jaime Verruck, secretário adjunto Ricardo Senna, o superintendente do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Antônio de Castro Vieira, e o chefe do Centro de Proteção Ambiental (CPA) do Corpo de Bombeiros, tenente coronel Valdemir Moreira Júnior,.

Compõem o comitê representantes da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar Ambiental (PMA), Organizações Não Governamentais Ambientalistas, Ibama, Semagro, Departamento Nacional de Infraestrutura em Transporte (DNIT), Agência Estadual de Empreendimentos (Agesul), Federação de Agricultura de Mato Grosso do Sul (Famasul), da Reflore e de Instituições de Pesquisa, Ensino e Extensão.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE