Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
19 de Agosto de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Arraiá mirim reúne dezenas de crianças para louvar São João no bairro Universitário

Camila Cavalcante em 23 de Junho de 2017

Fotos: Camila Cavalcante/Diário Corumbaense

Objetivo é fazer com que as crianças se interessem pela festa e continuem com a tradição de São João

No dia 22 de junho, às 19 horas, o Andor de São João infantil sai da casa da festeira Marinete Luiz Cavalcante de Camargo, 55 anos, em direção à casa da festeira Reginalda Mendes Vera. Ambas moram no bairro Universitário. Elas são as duas grandes responsáveis por dar continuidade à tradição do louvor a São João iniciado por Nhá Concha, mãe de Reginalda e avó de Marinete, falecida há muitos anos.

“Minha família é tradicional na festa de São João. Há mais de 50 anos minha avó deu início à festa para os adultos, depois que ela faleceu a minha tia Reginalda deu continuidade. Realizar uma festa junina somente para crianças é bem diferente das demais. Percebemos a alegria nas crianças em ver o santo, em saber da história dele, em participar da festa. Há 27 anos realizo essa festa e todos os anos minha vida é cheia de realizações”, contou a festeira.

Comida, refrigerante, as famosas marchinhas de São João guiam as crianças e suas famílias pelas ruas do bairro Universitário. Mesmo pequenas, elas reconhecem a fé no padroeiro. “A festa de São João para as crianças teve início em 1990, quando eu tive minha filha. Acredito que foi a motivação da chegada dela que me acendeu a vontade de dar a oportunidade para as crianças, pois muitas delas na hora que em que se celebra o terço, em que o andor é apresentado, estão dormindo e perdem toda a magia da festa. Mesmo com minha filha adulta, quis prosseguir e a cada ano que passa mais crianças aparecem para a comemoração”, disse.

A festança é realizada no bairro Universitário, na rua Manoel Pereira, sempre no dia 22 de junho, pois o andor da festeira Marinete, se dirige para a casa da tia, Reginalda Mendes Vera, na alameda Sônia, no mesmo bairro, onde os andores (das crianças e dos adultos) se encontram.

“No dia 22, uma grande festa de São João é feita para  as crianças. Saímos de minha casa com o andor do santo, embalados por uma banda. As crianças rezam e cantam durante o trajeto. Queremos e estamos conseguindo continuar com nossa tradição de festejar São João. As crianças de hoje são os nossos festeiros de amanhã. Atualmente, mais de 100 crianças participam, o que para a festeira é motivo de grande alegria.

Crianças rezam e cantam durante os festejos

Para a realização da festa, Marinete conta com o apoio de amigos e familiares que doam as comidas tradicionais da festança: refrigerante, arroz carreteiro, pipoca, doces, arroz doce e canjica. “A festança das crianças é feita igual a dos adultos, é um  arraiá  mirim de Nhá Concha. Contamos com amigos e familiares que doam as comidas, as bebidas, os enfeites do andor, as lamparinas que são confeccionadas uma a uma. São João é comemorado aqui durante todo o mês de junho, pois são vários dias de preparativos. São dias de fé, de devoção, de crer neste Santo poderoso. Há alguns anos perdi minha mãe no mês de São João e isso nos abalou,  mas foi em São João que encontrei fé para manter a tradição e é assim que vamos seguir, com muita garra, determinação e fé, só a fé nos sustenta”, concluiu ao Diário Corumbaense.

 

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE