Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
18 de Dezembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Ibama inicia curso de formação e seleção do Prevfogo em Corumbá

Da Redação em 05 de Junho de 2017

A Semana do Meio Ambiente começou em Corumbá nesta segunda-feira, 05 de junho. Com ela, teve início também o Curso de Formação e Seleção da Brigada de Incêndio do IBAMA – Prevfogo.  As aulas teóricas estão acontecendo das 08 horas às 17 horas, no auditório da Prefeitura Municipal de Corumbá. O curso prossegue até sexta-feira, 09 de junho. Serão selecionados 21 componentes, sendo 16 brigadistas, 04 chefes de esquadrão e um chefe da brigada. Participam da formação cerca de 50 pessoas, entre elas bolivianos que estão se preparando para combater incêndios florestais em seu país.

Renê Márcio Carneiro/PMC

Aulas teóricas do curso acontecem no auditório da Prefeitura de Corumbá

Para este ano já foi contratado gerente estadual, por meio de processo seletivo, que permanecerá em Corumbá para gerenciar a brigada e outras brigadas do Estado. “Estamos selecionando equipe para atuar no período crítico do município. A gente vai capacitar também alguns bolivianos que atuam no país deles em prevenção e combate a incêndios florestais porque temos uma parceria”, afirmou Márcio Yule, coordenador estadual do Prevfogo.

Normalmente, os componentes da equipe são contratados a partir do mês de julho, sendo agosto e setembro os meses mais críticos em Corumbá. “Em julho, a gente faz trabalho de prevenção, equipa essa brigada e capacita em alguns itens quando nesse período do curso não foi possível. Geralmente, nessa época agora, dificilmente a gente consegue fazer aulas práticas de queima, então a gente faz uma capacitação para os contratados e atuamos em parceria sempre com o Corpo de Bombeiros do Estado e com apoio da Prefeitura Municipal”, explicou Márcio Yule.

Por ser uma cidade muito grande, a maior dificuldade do Prevfogo em Corumbá é a logística de combate, que é chegar até o fogo e permanecer próximo à linha dele, atuando no combate. “São grandes distâncias, não tem estrada, queima muito, é o município que mais queima no Brasil e, por isso, a gente tem uma preocupação bastante grande nas ações todos os anos”, disse Márcio.

Ele afirmou que estatisticamente, 95% dos incêndios florestais são provocados pelo homem. “A gente não está identificando um culpado, o culpado é o homem, independente de ele ser produtor rural, se ele é coletor de iscas ou mel silvestre, se faz acampamento na beira do rio e não apaga a fogueira, enfim, são diversas pessoas também que utilizam o fogo para renovação de pastagens, mas não tomam as medidas necessárias e esse fogo foge do controle e vira incêndio florestal”, afirmou.

Por causa disso, o Prevfogo tem a preocupação de atuar na prevenção e conscientização do correto uso do fogo. Será introduzido esse ano o manejo integrado do fogo, nova técnica para seu uso adequado. “Existe o fogo bom. Historicamente, para a Humanidade, ele foi uma ferramenta de desenvolvimento, então, a gente tem que saber usar com critério e saber controlá-lo e, principalmente, evitar o incêndio florestal”, destacou o coordenador estadual do Prevfogo. Ele finalizou reforçando a parceria com a Polícia Militar Ambiental (PMA) em ações de fiscalização e no apoio ao combate a incêndios florestais no Mato Grosso do Sul. As informações são da assessoria de comunicação da PMC

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE