Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
16 de Dezembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Batalhão Antônio Maria Coelho completa 175 anos de fundação

Fonte: Assessoria de Comunicação da PMC em 12 de Maio de 2017

Clóvis Neto/PMC

Batalhão conta com 908 militares, incluindo aqueles destacados no Forte de Coimbra e Porto Índio

O 17º Batalhão de Fronteira (17º B Fron), “Batalhão Antônio Maria Coelho”, comemorou o seu 175º aniversário nesta sexta-feira, 12 de maio. A organização militar é subordinada à 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira e celebrou a data com formatura militar realizada na presença de autoridades civis e militares. O prefeito de Corumbá, Ruiter Cunha de Oliveira, prestigiou o evento. Atualmente, o Batalhão é comandado pelo tenente-coronel Niller André de Campos e conta com 908 militares, incluindo aqueles destacados no Forte de Coimbra e Porto Índio.

“Para nós, é um orgulho comemorar essa data, uma vez que somos uma das unidades mais antigas do Exército Brasileiro e estamos aqui com os pés na fronteira oeste, em Corumbá, há mais de cem anos. Temos todo orgulho de sermos corumbaense e sermos pantaneiro”, afirmou o comandante do 17º B Fron, Niller André de Campos.

Chefe do Estado-Maior do Exército, Anatólio dos Santos Júnior, lembrou na ocasião que essa foi a primeira unidade em que atuou depois de sua formação na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN). “Sinto-me orgulhoso, estou muito emocionado, pois eu faço parte da história desse Batalhão. É bom perceber que o 17º B Fron evoluiu bastante, tanto na forma física, quanto na parte operacional”, disse.

O prefeito de Corumbá, Ruiter Cunha de Oliveira, destacou a importância da organização militar para a cidade. “É uma unidade importante que faz parte da história de Corumbá. O Exército Brasileiro sempre esteve presente aqui nos principais acontecimentos históricos do nosso município, desde a sua fundação e retomada, sempre teve um papel fundamental para que hoje pudéssemos estar constituídos como tal”, afirmou.

Ruiter lembrou ainda das ações do Batalhão nos dias de hoje. “O Exército sempre está presente, principalmente nas questões sociais, além, claro, de exercer suas atividades institucionais, principalmente na salvaguarda daqui do oeste brasileiro. A gente fica muito feliz de poder estar prestigiando e comemorando com eles, uma data histórica de 175 anos, uma unidade que é efetivamente corumbaense, pantaneira, e merece todo o nosso carinho e nossa admiração”, disse o prefeito.

Clóvis Neto/PMC

Prefeito Ruiter Cunha e presidente da Câmara, Evander Vendramini (à esquerda), participaram de solenidade

17º Batalhão de Fronteira surge em 1842

As origens do 17º B Fron remontam a 14 de maio de 1842, data de criação do corpo provisório de caçadores de Minas Gerais, na cidade de Ouro Preto. Denominado de 21º Batalhão de Caçadores durante a Guerra da Tríplice Aliança, obteve memoráveis vitórias nas batalhas de Laguna, Bela Vista e Machorra.

Seu patrono, Antônio Maria Coelho, comandou 400 homens que saíram de Cuiabá pelo rio, para libertar Corumbá do domínio paraguaio, em 13 de junho de 1867. A organização passou a ser denominada de 17º BC a partir de 1920 e, somente em 1994, passou a ser chamada de 17º B Fron, sendo hoje uma organização militar de emprego peculiar em operações no Pantanal.

“Antônio Maria Coelho teve várias vertentes, foi o primeiro presidente da província de Mato Grosso, foi autor da bandeira do Mato Grosso. Lembram dele na retomada de Corumbá, mas quando teve a invasão, foi ele que evacuou 120 famílias de Albuquerque até Cuiabá, então é um homem que tem uma história muito rica que merece ser estudada”, frisou o tenente-coronel Niller André de Campos.  

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE