Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
24 de Agosto de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Depois de colocar tornozeleira, Puccinelli não fala com imprensa e vai para casa

Campo Grande News em 11 de Maio de 2017

André Puccinelli (PMDB), ex-governador de Mato Grosso do Sul, saiu por volta das 09h40 do Patronato Penitenciário, onde colocou a tornozeleira eletrônica, depois de prestar depoimento pela quarta fase da Operação Lama Asfáltica. Não respondeu às perguntas, entrou no carro e, segundo seu advogado Renê Siufi, foi para sua residência.

André Bittar/Campo Grande News

Ex-governador do Estado, André Puccinelli, ao sair do Patronato Penitenciário

A defesa confirmou a imposição da Justiça do pagamento de R$ 1 milhão em fiança, mas disse não entender o motivo e que vai ler ainda a decisão. Segundo Renê Siufi, Puccinelli não tem recursos para arcar com a despesa, pois todo seu dinheiro está bloqueado. André foi alvo de condução coercitiva – quando a pessoa é obrigada a prestar depoimento e policiais estiveram em seu apartamento antes das 6 horas em cumprimento a mandado expedido.

São investigados fraudes em licitações, superfaturamentos em obras públicas e pagamento de propinas que desviaram valor estimado em R$ 150 milhões. A quarta fase foi intitulada Máquinas de Lama, pois de acordo com a Polícia Federal, os valores de propina pagos eram justificado com o aluguel de máquinas, geralmente com o único propósito de justificar os pagamentos.

Também ficou confirmado, conforme a polícia, o envolvimento de servidores públicos e a tentativa de lavagem de dinheiro, com a obtenção de benefícios e isenções fiscais.

 

Ações e Compartilhamento
Entre em contato com o autor
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE