Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
19 de Agosto de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Comercial volta a pedir punição ao Operário e quer anulação da fase final do Estadual

Da Redação com Arquibancada MS em 09 de Maio de 2017

A novela envolvendo a escalação do volante Eduardo Arroz, do Operário, nas duas primeiras rodadas do Campeonato Sul-Mato-Grossense ganhou novas cenas. O Comercial protocolou no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD/MS), na segunda-feira (08) uma medida urgente pedindo reconsideração da decisão proferida pelo procurador Wilson Pedro dos Anjos na última terça-feira (02), solicitando a punição ao Operário pelas partidas que escalou o jogador no estadual.

Divulgação/Comercial

Diretoria do Colorado entende que escalação do jogador prejudicou a primeira fase do estadual

Na última semana, Wilson dos Anjos, que assumiu o caso após o afastamento do antigo procurador, Thiago Yatros, reanalisou a situação envolvendo o jogador e determinou que a suspensão de dois jogos fosse cumprida a partir do momento da publicação da decisão.

No mesmo dia, Arroz ficou de fora do segundo jogo pela decisão do terceiro lugar contra o Sete de Dourados, deixando assim apenas um jogo de punição a ser cumprido. No mesmo despacho, dos Anjos isentou o Operário de qualquer punição alegando prescrição da punição ao clube já que as denúncias dos rivais aconteceram mais de 60 dias após a infração, fora do prazo de acordo com o Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

Para o Comercial, no entanto, a medida ainda não está de acordo com o que o Departamento Jurídico do clube julga ideal. Com o argumento de que foi prejudicado com a situação, já que o Operário terminou na liderança da chave na primeira fase, o Colorado pede que haja um julgamento para decisão final, além da desclassificação do Operário com a perda de todos os pontos conquistados com Arroz em campo; pagamento de multa pela escalação irregular, a alteração da tabela de classificação do grupo A, e a anulação, consequentemente, dos jogos da fase final da competição. A medida será analisada pela presidente do TJD/MS, Celina de Mello e Dantas Guimarães.

Entenda o caso

Suspenso por três jogos ainda durante a fase final do Campeonato Sul-Mato-Grossense de 2016, quando defendia o Sete de Setembro, o volante Eduardo Arroz cumpriu apenas um jogo no clube douradense e com a transferência para o Operário, em janeiro deste ano, deveria cumprir os outros dois jogos diante do União/ABC e Novo, pelas duas primeiras rodadas do estadual, porém atuou em ambos os jogos.

O problema é que não só o Galo não se atentou à irregularidade, como os rivais também demoraram para notar a infração. A denúncia aconteceu apenas no dia 10 de abril, logo após o término das quartas de final, vinda do Urso, que acabou eliminado pelo alvinegro; pelo Comercial, alegando prejuízo na fase inicial, e pelo Corumbaense, adversário do Galo nas semifinais, que pedia a exclusão da equipe.

A intenção dos clubes denunciantes era que o Operário perdesse seis pontos por jogo em que escalou o atleta irregular, ou seja, 12 pontos no total, porém, a decisão do procurador foi bem diferente do que esperavam. Acatando a argumentação da defesa de que já haviam se passado 60 dias entre a data da infração (1º e 05 de fevereiro) e a denúncia (10 de abril), Thiago Yatros decidiu arquivar o caso por prescrição do tempo, ou seja, os times haviam perdido o prazo para denunciar.

Comercial e Corumbaense recorreram da decisão e apenas o Urso desistiu do caso. Dias depois, por pedido do Carijó, o procurador foi suspenso preventivamente por 30 dias e passa por análise de conduta devido às denúncias de ligação com o Operário e o assessor Jurídico do clube, Rafael Meirelles. O caso então foi assumido por Wilson dos Anjos.

Corumbaense campeão

O Campeonato Estadual da Série A 2017 foi encerrado no domingo, 07 de maio, quando o Corumbaense venceu o segundo confronto da final contra o Novo, por 2 a 1. O jogo foi disputado no estádio Arthur Marinho, que foi tomado por mais de cinco mil torcedores que festejaram, 33 anos depois, o segundo título estadual da história do clube. O primeiro foi em 1984.

Corumbaense e Novo garantiram vaga na Copa do Brasil e na Série D do Campeonato Brasileiro em 2018. O Operário, terceiro colocado na disputa de 2017, ficou com a vaga para a Copa Verde. 

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Corumbaense foi campeão no domingo, 33 anos depois do 1º título estadual

 

Saiba mais

10/05/2017 Campeões sul-mato-grossenses agradecem prefeito pelo apoio ao Corumbaense

07/05/2017 Corumbaense tem agora duas estrelas para iluminar caminho rumo a novas conquistas

07/05/2017 Em mensagem, prefeito enaltece a garra e alegria de "110 mil corações"

07/05/2017 Ruiter e Reinaldo assistiram ao jogo juntos e já falam em investimentos no futebol

07/05/2017 Torcida mostrou toda sua força na conquista do título estadual do Corumbaense

07/05/2017 Jogadores e torcedores saem pelas ruas de Corumbá para comemorar título do Estadual

07/05/2017 Trinta e três anos depois, Corumbaense conquista 2º título estadual de sua história

07/05/2017 É gol, é gol, é gol!! Corumbaense 2 a 1

07/05/2017 Novo empata e Corumbaense teve gol anulado

07/05/2017 Mulheres são presença maciça no estádio Arthur Marinho

07/05/2017 Corumbaense vai vencendo, mas teve jogador expulso

07/05/2017 Willian abre o placar no Arthur Marinho

07/05/2017 Autor do gol do título de 1984, acompanha jogo no Arthur Marinho

07/05/2017 Corumbaense e Novo começam decisão do Estadual 2017

07/05/2017 Governador e prefeito vão para o meio da torcida corumbaense

07/05/2017 Do lado de fora do estádio, torcedores vão poder acompanhar jogo pelo telão

07/05/2017 Técnico Basílio Amaral define time titular do Novo

07/05/2017 Corumbaense já escalado para decisão contra o Novo

07/05/2017 Reinaldo chega a Corumbá para participar da final do Estadual de Futebol

07/05/2017 Torcida chega cedo e já toma arquibancadas do Arthur Marinho

07/05/2017 Campeão estadual em 1984, Mário Sérgio quer reviver emoção do título neste domingo

07/05/2017 Autor do hino do Corumbaense, vê momento como oportunidade de salto na história do clube

07/05/2017 Thiago Alencar vai apitar decisão entre Corumbaense e Novo

07/05/2017 Roda de samba e ação social antecedem final do Estadual de Futebol

Ações e Compartilhamento
Entre em contato com o autor
Comentários:

Eudes Senna: Punir o Operário tudo bem, agora anular as partidas da fase final? Não adianta chorar, o Corumbaense é campeão de 2017, de direito e de fato.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE