Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
27 de Julho de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Auditor do TJD/MS reconsidera despacho e zagueiro Rafael vai poder jogar amanhã

Rosana Nunes em 06 de Maio de 2017

Após negar pedido de efeito suspensivo no caso do zagueiro do Corumbaense, Rafael Cardoso de Almeida, punido com quatro jogos de suspensão pelo Tribunal de Justiça Desportiva de Mato Grosso do Sul, o auditor do TJD/MS, Osmar Cozzatti Neto, reconsiderou a decisão no final da tarde de hoje e o jogador vai poder participar da decisão do título do Campeonato Estadual 2017, neste domingo (07).

"Após reanálise dos autos, breve leitura da súmula e visualizar o documento audiovisual, este Auditor, verifica presentes indícios que autorizam reconsiderar o despacho a quo (publicado na manhã de 06 de maio de 2017) dado o receio de dano irreparável. Dessa forma, concedo o efeito suspensivo quanto a aplicação da pena ao atleta Rafael Cardoso de Almeida", decidiu o auditor.

Rafael foi expulso no jogo do dia 23 de abril entre Operário de Campo Grande e Corumbaense, no Morenão. Houve um tumulto aos 30 minutos do primeiro tempo que resultou na expulsão do zagueiro titular do time pantaneiro e outro atleta do Operário. O clube sustentou que Rafael não foi autor de nenhuma agressão e apresentou um vídeo de toda a confusão naquele jogo. Com a reconsideração, o técnico Douglas Ricardo vai contar com força máxima para a final contra o Novo, neste domingo, às 15h, no estádio Arthur Marinho, em Corumbá.

 

Ações e Compartilhamento
Entre em contato com o autor
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE