Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
23 de Maio de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Casal filmado quebrando vidro de veículo para furtar é preso pela Polícia Civil de Corumbá

Ricardo Albertoni em 04 de Maio de 2017

Fotos: Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Casal é apontado como autor do furto ocorrido na rua Delamare, no Centro de Corumbá no dia 09 de abril

Acusados de furto, foram presos pela Polícia Civil de Corumbá, Evaldo Soares Apodaca, de 33 anos, conhecido como “Podaco” e Thais Naiara Ferreira Costa, de 23 anos. O casal é apontado como autor do furto ocorrido na rua Delamare, no Centro de Corumbá, no dia 09 de abril. Na ação, eles quebraram o vidro de um automóvel Ford Ka que estava estacionado enquanto os proprietários estavam na casa de parentes e furtaram um aparelho celular e a quantia de R$ 1.200 que estava em uma carteira com documentos.

Responsável pelo cartório de furtos, roubos e tráfico de drogas da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Corumbá, delegado Rodrigo Blonkowiski, pediu a prisão dos dois

A PM foi acionada e a dupla de flanelinhas foi identificada nas imagens de um circuito de videomonitoramento de um imóvel próximo do local onde o carro estava estacionado. Porém, as próprias vítimas foram em busca dos autores, localizando-os em uma alameda conhecida como Travessa do Acampamento. Após insistência, os dois devolveram parte do dinheiro - R$ 200 -, e os documentos pessoais às vítimas. "Podaco" disse que teria vendido o celular para um morador de rua chamado Eder, conhecido como Bolívia.

A Polícia Militar conseguiu deter Thais, que no momento da prisão estava com  papelotes de pasta base de cocaína, mas não ficou presa porque não houve flagrante. Desde então, a Polícia Civil instaurou inquérito para investigar a ação da dupla. No vídeo, a mulher aparece ajudando “Podaca”, monitorando o local, o que comprova que eles agiram juntos. Com base neste inquérito, o delegado Rodrigo Blonkowiski, responsável pelo cartório de furtos, roubos e tráfico de drogas da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Corumbá, pediu a prisão dos dois.

Ao Diário Corumbaense, o delegado disse que os dois são usuários de drogas e existem indícios de que, para sustentar o vício, o casal pratica além de furtos, outros crimes. Rodrigo Blonkowiski  destacou que a dupla era alvo da Polícia há algum tempo, mas somente agora, neste caso, teve a prisão preventiva decretada pela Justiça.

“Além desse inquérito policial também existem outros inquéritos instaurados da mesma prática delituosa, furto com rompimento de obstáculo, sempre com os dois juntos. Também há inquérito de uma investigação de outro crime, mas especificamente, a prisão preventiva deles saiu nesse caso da rua Delamare, que teve a publicação da filmagem", frisou o delegado.

As vítimas já foram ouvidas e fizeram o reconhecimento fotográfico. As imagens foram juntadas nos autos do inquérito. No momento, eles estão presos preventivamente na Delegacia de Polícia Civil, onde vão permanecer até o interrogatório, depois vão para os presídios masculino e feminino de Corumbá, respectivamente.

Os dois serão indiciados pela prática de furto e as vítimas serão chamadas novamente para fazer o reconhecimento pessoal, para dar mais credibilidade ao procedimento, de acordo com o delegado. Ele pediu às pessoas que foram vítimas de furto com as mesmas características e suspeitem que os dois possam ser os autores do crime, procurem a Delegacia de Polícia Civil para fazer o reconhecimento.

“Nós trabalhamos com informação. Se você foi vítima de um delito e souber da informação de que a Polícia prendeu uma pessoa que pratica crimes dessa natureza, é necessário que se dirija até a Polícia Civil para fazer o reconhecimento. Nesse caso, principalmente pessoas que foram vítimas naquela área de atuação, na rua Delamare, na região do Porto Geral, que é a região que os dois permaneciam”, finalizou Rodrigo Blonkowiski.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE