Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
18 de Dezembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

TJD-MS livra o Operário mais uma vez e evita punição ao time da Capital

Da Redação em 03 de Maio de 2017

Horas antes de entrar em campo para enfrentar o Sete de Dourados nesta terça-feira, o Operário recebeu a segunda vitória no TJD-MS (Tribunal de Justiça Desportiva de Mato Grosso do Sul). Pela segunda vez, ao analisar o caso de não cumprimento da suspensão do volante Eduardo Arroz, o TJD perdoou o clube e pediu para o jogador cumprir de forma imediata a pena.

Noé Faria

Operário venceu o Sete na decisão de terceiro lugar e como não foi punido, ficou com a vaga na Copa Verde

A resolução assinada pelo Procurador Wilson Pedro dos Anjos, diz que Corumbaense, Comercial e Urso ultrapassaram o limite de 60 dias para pedido de denúncia, mas que a punição imposta ao jogador ainda em 2016 é válida por dois anos.

Arroz foi punido após o fim do estadual de 2016 com três jogos e como já havia cumprido a automática quando jogador do Sete de Dourados, restaram dois jogos em aberto. O atleta acabou jogando o estadual de 2017 e somente com o despacho desta terça-feira ficou de fora do jogo decisivo contra o Sete pelo terceiro lugar do campeonato e classificatório para a Copa Verde de 2018.

O jogador ainda terá que cumprir mais um jogo de suspensão em competições organizadas pela FFMS e com isso pode terminar a pena na Série B deste ano ou na Série A de 2018 por qualquer outra equipe.

Ainda no despacho, o procurador pediu para a FFMS alterar o regulamento e adotar um sistema de registros de históricos acerca de antecedentes disciplinares.

Caso foi novamente analisado

O Operário já esteve na linha de frente do TJD para este mesmo caso, porém, o procurador Thiago Yatros decidiu arquivar o processo aceitando o pedido da defesa do clube de prescrição para a denúncia. Dias depois, foi noticiado que o procurador e o advogado do clube tinham uma sociedade em um escritório particular e com isso o TJD reabriu o processo e afastou o procurador preventivamente para análise interna de conduta. As informações são do site Gazeta MS.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE