Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
28 de Junho de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Execução de projeto do Fonplata vai gerar empregos e melhorar qualidade de vida

Rosana Nunes e Caline Galvão em 25 de Abril de 2017

Ricardo Albertoni/Diário Corumbaense

Prefeito Ruiter durante reunião com secretários Ricardo Ametlla e Cássio Costa Marques

Depois de formalizado o convênio com o Fonplata (Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Prata), o Município agora precisa cumprir etapas para concretização efetiva do projeto. De acordo com o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira, antes dessa formalização, a Prefeitura de Corumbá teve que definir a estrutura do acordo e instituir comissão exclusiva para gerenciá-lo. Isso foi exigência do órgão financiador para que o Fonplata pudesse avançar em suas etapas. Segundo ele, a equipe está quase toda montada.

A missão de arranque, que é a comissão do Fundo Financeiro, virá a Corumbá para oferecer orientações de como é feito todo o processo e explicar o que pode e como pode ser licitado, quais recursos serão disponibilizados na primeira etapa, o que pode ser feito, no que pode ser aplicado e em qual momento deve ocorrer a prestação de contas. Ruiter lembrou que a Prefeitura definiu as obras que serão executadas na primeira fase, que foram lançadas na solenidade de prestação de contas dos cem primeiros dias de governo, ocorrida em 11 de abril.

“Agora, precisamos fazer os projetos executivos do que ainda não tem pronto para que a possamos passar para a segunda etapa, que é a licitação. A licitação segue o modelo da legislação brasileira. O Fonplata aceita o que a Lei nº 8.666 define sobre licitação. Então, será regido por essa lei”, afirmou Ruiter Cunha ao Diário Corumbaense. Por ser recurso internacional, avisos nos países das embaixadas que compõem o Fonplata também serão publicados, para que esses recursos sejam administrados com mais transparência possível. A expectativa é que as obras sejam iniciadas em 90 dias.

Para ele, esse investimento é necessário para o desenvolvimento de Corumbá, especialmente nesse período de recessão pela qual passa o Brasil. “É importante não só pela realização das obras que também é um ganho para o Município na sua infraestrutura, enfim, na sua questão de lotação turística, na questão de maior qualidade de vida para a população, tudo isso é um ganho bastante significativo. É importante também porque nesse momento a gente começa a gerar recurso, renda na economia local, e faz com que também tenhamos geração de renda e oportunidade para as pessoas”, afirmou o prefeito. Ruiter lembrou também que com todo esse recurso financeiro sendo movimentado na cidade, o setor de construção civil crescerá e gerará mais empregos, proporcionando circulação de dinheiro maior.

Ricardo Ametlla, secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, que faz parte da coordenação do projeto, disse que as principais intervenções na primeira fase do projeto serão a modificação da entrada da cidade, construção de binários viários, pavimentação, drenagem em locais específicos, construção do Distrito Turístico portuário, obras no conjunto Padre Ernesto Sassida e o reperfilamento asfáltico de 102 quadras, em vários bairros da cidade.

Ele explicou que os dois binários serão feitos na rua Treze de Junho com a Dom Aquino e na rua Colombo com a rua Cabral, que são linhas de tráfego em sentidos contrários. Essa intervenção vai melhorar a mobilidade urbana, dando mais fluxo, diminuindo os congestionamentos de maior trânsito nos momentos da manhã e no final da tarde. Haverá obra de pavimentação e drenagem no conjunto Vitória Régia e requalificação da Porto Carrero. Infraestrutura e drenagem no Guatós e Jardim dos Estados também serão realizadas.

“Nós vamos ter vários tipos de obras, que vão desde prédios, infraestrutura e urbanização, nesse primeiro ano. Essa é a previsão que a Unidade Executora do Projeto (UEP), que o secretário de Governo Cássio Marques com sua equipe, está estudando e informando à Seinfra. Isso porque quando começar, a Seinfra vai dar esse apoio a essa Unidade, porque pode nesse momento acontecer de que nós tenhamos várias obras ao mesmo tempo, aí entra a fiscalização da Seinfra, em consonância dentro do que a UEP definiu como projeto”, disse Ametlla. Ele esclareceu ainda que o reperfilamento asfáltico de 102 quadras, é importante porque vai tornar o asfalto praticamente novo e deve melhorar a vida útil desses pavimentos antigos.

Reprodução

Mapa mostra localização das intervenções que serão feitas ao longo de cinco anos

Obras vão oferecer melhor infraestrutura e mais beleza à cidade pantaneira

As obras vão melhorar paisagismo, oferecer mais qualidade de vida, requalificar o trânsito trazendo mais mobilidade, melhorando o asfalto, deixando a cidade ainda mais “bonita”, conforme o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira. Ele afirmou que alguns conjuntos serão concluídos, como o Padre Ernesto Sassida, atendendo 1.200 famílias, e que várias obras serão feitas para modificar o aspecto geral da cidade.             

“Isso traz uma consequência positiva, porque quando você começa a investir, com o poder público sinalizando, as pessoas também começam a melhorar sua condição, começam a ampliar investimentos, a ocupar alguns espaços vazios que hoje ainda têm muitos na cidade e que agora com essa realização de infraestrutura passa a ser interessante também para que as pessoas desenvolvam aquela localidade. A gente vê Corumbá com uma expectativa muito positiva. Apenas com a realização da obra isso já vai acontecer. Esse ganho, a gente já vai começar a sentir a partir do início da realização de alguns desses projetos mais impactantes”, assegurou Ruiter.

Cássio Marques, secretário de Governo, afirmou que todos os projetos de requalificação da malha viária, principalmente os grandes parques: Parque dos Ipês, Jaguatiricas, e esses binários, estão contemplados com ciclovia, para fazer corredores de trânsito, tráfego de bicicleta. “Ciclistas que trafegam de maneira desordenada vão poder utilizar eixos norte-sul, leste-oeste de deslocamento. Pelo menos nesse primeiro momento os eixos de deslocamento e, depois, faremos as ramificações, mas os eixos principais de deslocamento os ciclistas poderão fazer de maneira mais segura. Não serão faixas, serão ciclovias mesmo. Estamos também pensando na acessibilidade das pessoas que fazem o deslocamento para trabalho, enfim, para se locomover”, destacou Cássio.

Ruiter acredita que todo o conjunto de obras será bastante emblemático para Corumbá. “Uma obra isolada ficaria bonita, mas do ponto de vista do que se pretende, da finalidade proposta do programa, acho que a execução como um todo se completa. As fases são interligadas. Claro que você pega uma região da cidade, por exemplo,  que quando você leva uma estrutura maior, vai dar uma visibilidade maior, tem a sua importância por isso. Mas, quando você vê o sofrimento das pessoas na questão do conjunto Padre Ernesto, quando foram entregues aquelas 1.200 unidades habitacionais sem a infraestrutura adequada,  passa a ver que ali também é uma obra importante. Estamos falando de mais de 5 mil pessoas que terão esse ganho diretamente. As demais afetam a cidade como um todo: paisagismo, urbanismo, deixar a cidade mais bonita. Tem uma repercussão para o município”, disse o prefeito.

“A obra da entrada, da duplicação, de fato a gente passar por dentro do portal, isso também emblematicamente tem uma importância, para nós aqui. Acho que todas elas dizem alguma coisa. O Distrito Turístico, você ter um terminal portuário ao lado do Centro de Convenções, aí você já pensa na qualidade que vai ter ali, e já pensamos em reequipar o Centro de Convenções, concluí-lo, você já pensa aquilo como uma geração de renda para o município que é um local que de fato que possa ter o turismo de eventos. Pensa o que aquilo vai acarretar para a cidade, então ela passa a ser emblemática também. Por isso cada uma passa a ter a sua importância, com um significado e todas elas se completam”, finalizou Ruiter. 

Reprodução

Projeto de construção do Distrito Turístico portuário

Ações e Compartilhamento
Entre em contato com o autor
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE