Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
23 de Junho de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Consumidores movimentam supermercados às vésperas das celebrações pela Páscoa

Caline Galvão em 13 de Abril de 2017

Fotos: Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Cliente resolveu ir ao supermercado nesta quinta-feira para comprar ovos de chocolate para suas filhas

Muitos consumidores esperaram se aproximar mais da Sexta-Feira Santa para adquirir ovos de Páscoa, chocolates, pescado e um bom vinho. Em um supermercado no centro de Corumbá, o setor de barras e caixas de bombons e o espaço de ovos de chocolate estavam bem movimentados na manhã desta quinta-feira (13). Preços mais baixos e produtos para todos os públicos e todos os bolsos podiam ser vistos nas prateleiras e expositores, que já estavam começando a ficar vazios.

Gisele Ferreira estava com seu primo fazendo compras somente de ovos de Páscoa. Eram três no carrinho, todos para as filhas. “A escolha foi delas, dois Alpinos e um Galak. Todo ano compro, não pode faltar. A gente tem que celebrar esse dia, é uma data única. Geralmente a gente costuma se reunir no domingo com a família inteira, comemos muito peixe. Elas vão ganhar os ovos hoje, mas só podem comer no domingo”, afirmou a consumidora.

O pequeno Nícolas está completando 06 anos de idade exatamente neste dia 13 de abril. Ele aproveitou para receber de presente do namorado da mãe um ovo de Páscoa. “Ele que escolheu”, disse Alexandre Mendonça que vai comemorar a data com a família no domingo. “Os valores de ovos de Páscoa nos mercados têm muita diferença, aqui achei um pouquinho mais elevados que nos outros. É mais em conta com certeza a barra de chocolate, mas não tem aquela emoção, ainda mais para criança que gosta daquilo que vem dentro do ovo”, disse Alexandre.

Paulo Aguilar estava procurando ovos de Páscoa para seis netos e bisnetos, mas resolveu desistir e levar chocolates em outros formatos. “Estou vendo os preços e não está dando. É mais fácil comprar um botijão de gás do que um ovo de Páscoa hoje em dia”, disse o cliente que acabou deixando o chocolate em forma de ovo fora do carrinho para substituí-lo. “Uma caixa de chocolate é cerca de 8 reais e você paga num ovo de 100 gramas uns 15, 16 ou 17 reais, não compensa, mas não vou deixar de comprar o chocolate”, disse Paulo.

Nícolas aproveitou seu aniversário para receber de presente um ovo de Páscoa

Logo que viu o pintado, Flávio Lima colocou o peixe no carrinho de compras. “É tradição na Páscoa ter um peixe para comer na Semana Santa. É muito tradicional isso, a gente não deixa de prestigiar e de comprar um peixinho para fazer com a família”, afirmou ao Diário Corumbaense. Além do produto, Flávio também seguiu para a área dos ovos de Páscoa, a fim de presentear suas quatro filhas. “A Páscoa é a volta de Jesus na vida da gente e a gente tem que incorporar isso, trazer para o nosso dia a dia, simboliza paz e uma renovação para todos nós”, afirmou.

A feira de sexta, que foi antecipada para esta quinta-feira, recebeu grande fluxo de consumidores na avenida Joaquim Wenceslau de Barros.

Empresários podem convencer indecisos a adquirir produtos com promoções

De acordo com pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), 57% dos brasileiros devem presentear alguém nesta Páscoa, mas 39% deve diminuir o consumo este ano por causa da crise financeira. Três em cada dez consumidores estão indecisos em realizar as compras e esta aproximação da data é momento de tentar convencê-los a adquirir produtos que ainda estão nas prateleiras. “Cabe ao empresário do varejo investir em promoções, preços atrativos e em estratégias de vendas para atrair os consumidores que estão indecisos, que representam um grande percentual”, afirma o presidente da CNDL, Honório Pinheiro.

Um bom peixe na mesa da família de Flávio não pode faltar na Semana Santa; cliente adquiriu pintado

O levantamento revelou ainda que 56% dos consumidores ouvidos têm a sensação de que os preços dos produtos para a Páscoa estão mais caros neste ano do que em 2016. Os tradicionais ovos de chocolates (65%) despontam na preferência entre os produtos mais procurados nesta data. Outros itens que despertam o interesse dos consumidores são as caixas de bombons (53%), ovos de chocolate infantis (46%), barras de chocolate (37%), chocolates artesanais e caseiros (23%), colombas pascoais (14%) e também bebidas, como vinho (10%). O principal local de compra deverá ser os supermercados, com 71% de citações.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE