Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
22 de Novembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Em Corumbá, trabalhadores enfrentam fila para saque do FGTS de contas inativas

Ricardo Albertoni em 08 de Abril de 2017

Fotos: Ricardo Albertoni/Diário Corumbaense

A fila logo no começo da manhã já era grande na porta da agência da Caixa

Em Corumbá, o primeiro dia para o pagamento das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para trabalhadores nascidos em março, abril e maio, levou muita gente para a agência da Caixa Econômica Federal. Desde cedo, longa fila se formou até do lado de fora do prédio. Eram pessoas que aguardavam o momento de retirada do benefício ou até mesmo solucionar algumas dúvidas.

O pedreiro Otávio Dênis de Souza, de 59 anos, aguardava na fila havia uma hora. O trabalhador, que se surpreendeu com a quantidade de pessoas, disse que pretendia voltar para aproveitar o movimento e faturar um renda extra com venda de salgados.

“Se eu imaginasse que teria tanta gente teria madrugado aqui. No mês passado estive na lotérica e me falaram que estava liberado para dia 10, mas eu soube pela imprensa que hoje estava liberado para os nascidos em abril e maio. Fui na lotérica e está dando que o pagamento não existe, então, vim aqui no banco para saber a situação. Se conseguir resgatar alguma coisa, vai vir em boa hora pois estou construindo minha casa e vai dar para comprar pelo menos o cimento e a telha. Eu vendo salgado na rua, e vendo esse movimento me deu até uma ideia de voltar para conseguir um dinheiro extra", contou ao Diário Corumbaense.

O trabalhador em mineração, Rogoberto dos Santos Meneses, também se surpreendeu com a grande procura. Mesmo destacando a importância do benefício, ele pretende realizar o saque em outra data. “Pelo fato de as casas lotéricas também estarem disponíveis para esse saque, aqui a fila está muito grande. Talvez venha outro dia porque a coisa está meio complicada. Qualquer dinheiro hoje na situação que o país se encontra faz diferença, seja para pagar uma conta ou para fazer um reparo", afirmou.

O pedreiro Otávio Souza foi verificar se tem ou não direito ao benefício

Com pouco tempo disponível, Demétrius Adorno, tentou realizar o saque na lotérica, mas foi informado logo no início da manhã que não havia dinheiro disponível. “É complicado, é um direito nosso só que você vai atrás na lotérica não tem dinheiro, aí tem que encarar essa fila. Eu ainda tenho que trabalhar, vou ter que voltar outro dia”, concluiu. O atendimento vai até o começo da tarde e nos dias 10, 11 e 12 de abril, as agências abrirão duas horas mais cedo.

Em MS, mais de 138 mil têm direito ao benefício

Mais de 7,7 milhões de brasileiros têm direito ao saque a partir deste mês, e o valor disponível passa de R$ 11,2 bilhões, segundo a Caixa. Cerca de 2,3 milhões de trabalhadores (30%) receberão automaticamente o crédito nas contas da Caixa Econômica Federal a partir deste sábado. Em Mato Grosso do Sul, a estimativa é de que  138.445 pessoas estejam aptas a receber o benefício, injetando R$ 146.154 milhões na economia sul-mato-grossense.

Têm direito ao recurso aqueles que já trabalharam com carteira assinada até 31 de dezembro de 2015. Para cada emprego há uma conta de FGTS e contas de empregos atuais ou após 2015, não são ativas para este tipo de saque. A consulta do saldo pode ser feita informando o número do PIS e a senha, no site da Caixa ou pelo telefone 0800 726 0207. A senha pode ser cadastrada na hora, e também é possível saber pelo aplicativo para celular da Caixa.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE