Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
18 de Dezembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Saques de contas inativas do FGTS injetam R$ 5,5 bilhões na economia

Portal Brasil em 02 de Abril de 2017

Os saques das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) já injetaram mais de R$ 5,5 bilhões na economia. No total, mais de 6 milhões de saques foram realizados por 3,53 milhões de trabalhadores até o último dia 24 de março.

Os saques começaram no dia 10 de março e, neste mês, podem ser beneficiados mais de 4,8 milhões de trabalhadores, com uma movimentação superior a R$ 6,96 bilhões, de acordo com o calendário de pagamentos divulgado pela Caixa.

“São resultados de uma medida que é boa para o Brasil, para o trabalhador e para a economia. Esses trabalhadores, que antes não tinham acesso ao dinheiro de suas contas inativas, agora podem utilizar esse dinheiro da forma que seja mais vantajosa, tanto para quitar dívidas como realizar investimentos. É o trabalhador que vai decidir o que vai fazer com seu dinheiro”, afirmou o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira.

Pagamentos

Segundo a Caixa, os pagamentos em dinheiro tiveram a preferência dos trabalhadores, com 1,91 milhão de opções. Já 1,62 milhão de beneficiados escolheram o crédito em conta, chegando a mais de R$ 2 bilhões depositados.

Saques

Os primeiros saques estão sendo realizados pelos trabalhadores nascidos em janeiro e fevereiro. Em abril, a partir do dia 10, será a vez dos trabalhadores nascidos em março, abril e maio. São 7.731.441 trabalhadores que poderão sacar um total de mais de R$ 11,23 bilhões. “Independentemente da data de início do saque, todos os trabalhadores poderão buscar o dinheiro até o final do calendário, em 31 de julho”, destacou o coordenador-geral do FGTS, Bolivar Moura Neto.

Os saques das contas inativas do FGTS foram anunciados no final do ano passado pelo presidente Michel Temer, com a edição da Medida Provisória 763/2016. Segundo a Caixa, a liberação abrange 49,6 milhões de contas inativas, com um saldo total de R$ 43,6 bilhões.

Os saques vão beneficiar 30,2 milhões de trabalhadores que pediram demissão ou foram demitidos até 31 de dezembro de 2015. “Não há dúvidas de que a liberação dos recursos do FGTS vai alavancar a economia brasileira e ajudar os trabalhadores que necessitam dos recursos”, disse o ministro Ronaldo Nogueira.

Segundo a Caixa, 90% das contas inativas têm saldo de até R$ 3 mil. Na página da Caixa na internet, um aplicativo informa se o trabalhador tem saldo a receber e qual é o valor.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE