Menu

Fale Conosco Expediente

Corumbá, MS
27 de Maio de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Quase 200 toneladas de lixo são retiradas de terreno em bairro de Corumbá

Da Redação em 31 de Março de 2017

A Prefeitura de Corumbá, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, retirou 180 toneladas de lixo e eliminou possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti de um único terreno no bairro Padre Ernesto Sassida. O trabalho começou no dia 24 de março, e envolveu duas pás carregadeiras, quatro caminhões e até um trator esteira. O terreno fica na rua Senador Paulino, próximo a APAE e ao Senai, e era usado como depósito de lixo por moradores da região.

Renê Márcio Carneiro/PMC

Trabalho foi executado pela Secretaria de Obras e Serviços Públicos

A ação faz parte do programa Corumbá Mais Limpa, desenvolvido pela Prefeitura desde o primeiro dia útil de 2017. Todas as regiões da cidade já foram atendidas pelo programa, que tem apoio da Secretaria Municipal de Saúde e auxilia no combate ao mosquito causador da dengue, zika, chikungunya e febre amarela.

De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde, 140 casos suspeitos de dengue foram registrados em Corumbá em 2017, sendo que dois foram confirmados no bairro Aeroporto, dois no bairro Dom Bosco, um no Centro e um óbito. Já as notificações de zika ficaram em 19 casos suspeitos e a chikungunya 11.

Conscientização

Paralelamente ao trabalho de limpeza, equipes da Fundação do Meio Ambiente do Pantanal promoveram uma ação de conscientização junto aos moradores da região. Os técnicos reforçaram os horários da coleta regular do lixo urbano, que nos bairros Universitário, Maria Leite, Previsul, Industrial e Padre Ernesto acontece às segundas, quartas e sextas-feiras, no período diurno, a partir das 06h30.

Os perigos do Aedes aegypti, mosquito que pode transmitir a dengue, zika, chikungunya e febre amarela, também foram bastante reforçados pelos funcionários da Fundação do Meio Ambiente. O mosquito se prolifera em recipientes que acumulam água parada. Com informações da assessoria de comunicação da PMC

Ações e Compartilhamento
Entre em contato com o autor
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE